x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Diário Viver

Gênesis 1

1. No princípio, Deus criou os céus e a terra.

2. A terra, entretanto, era sem forma e vazia. A escuridão cobria o mar que envolvia toda a terra, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.

3. Disse Deus: “Haja luz!”, e houve luz.

4. Viu Deus que a luz era boa; e separou a luz das trevas.

5. Chamou Deus à luz “Dia”, e às trevas chamou “Noite”. Houve então, a tarde e a manhã: o primeiro dia.

6. Depois disse Deus: “Haja entre as águas um limite para separá-las em duas partes!”

7. Fez, portanto, Deus o firmamento e separou as águas estabelecidas abaixo desse limite, das que ficaram por cima. E assim aconteceu.

8. E Deus ao firmamento deu o nome de “Céu”. A tarde passou, e raiou a manhã: esse foi o segundo dia.

9. Então disse Deus: “Que as águas que estão sob o céu se reúnam num só lugar, a fim de que apareça a parte seca!” E assim aconteceu.

10. Deus outorgou o nome de “Terra” a parte seca, e a massa das águas que se haviam ajuntado Ele chamou de “Mares”. E observou Deus que isso era bom.

11. E determinou: “Que a terra seja coberta com todo tipo de vegetação! Plantas que dêem semente e árvores cujos frutos produzam sementes conforme suas próprias espécies”. E assim aconteceu.

12. E, assim, a terra fez brotar toda a vegetação: ervas que dão sementes segundo sua espécie, e árvores que produzem frutos, cujas sementes estavam neles, de acordo com suas espécies. E observou Deus que isso era bom.

13. Passaram-se a tarde e a manhã: esse foi o terceiro dia.

14. Declarou Deus: “Haja luminares no firmamento do céu a fim de separar o dia da noite; e sirvam eles de sinais para definir as estações, dias e anos;

15. e que sejam também luzeiros nos céus, para iluminar toda a terra!” E assim aconteceu.

16. Deus fez os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia e o menor para regular o andamento da noite. E formou também as estrelas.

17. Deus colocou todas essas luzes nos céus a fim de iluminarem toda a terra,

18. para dirigirem o andamento do dia e da noite e fazerem separação entre a luz e a escuridão. E observou Deus que isso era bom.

19. Passaram-se a tarde e a manhã: esse foi o quarto dia.

20. Disse também Deus: “Fervilhem as águas um fervilhar de seres vivos e que as aves voem acima da terra, sob o firmamento do céu!” E assim aconteceu.

21. Dessa forma, Deus criou os grandes animais aquáticos e os demais seres vivos que povoam as águas, em conformidade com suas muitas espécies; e todas as aves, também de acordo com suas espécies. E observou Deus que isso era bom.

22. Então Deus os abençoou, declarando: “Sede fecundos, multiplicai-vos! Enchei as águas dos mares. E que também as aves se multipliquem na terra!”

23. Passaram-se a tarde e a manhã: esse foi o quinto dia.

24. E disse Deus: “Que a terra produza seres vivos segundo suas espécies: rebanhos domésticos, animais selvagens e todos os demais seres viventes da terra, cada um de acordo com sua espécie!” E assim aconteceu.

25. Deus fez, portanto, todas as feras selvagens segundo suas espécies, os rebanhos domésticos conforme suas espécies, répteis, e todos os demais seres vivos, cada qual de acordo com sua espécie. E observou Deus que isso era bom.

26. Então Deus determinou: “Façamos o ser humano à nossa imagem, de acordo com a nossa semelhança. Dominem eles sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os grandes animais e todas as feras da terra, e sobre todos os pequenos seres viventes que se movem rente ao chão!”

27. Deus, portanto, criou os seres humanos à sua imagem, à imagem de Deus os criou: macho e fêmea os criou.

28. Deus os abençoou e lhes ordenou: “Sede férteis e multiplicai-vos! Povoai e sujeitai toda a terra; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todo animal que rasteja sobre a terra!”

29. E acrescentou Deus: “Eis que vos dou todas as plantas que nascem por toda a terra e produzem sementes, e todas as árvores que dão frutos com sementes: esse será o vosso alimento!

30. Também dou a todos os animais da terra, a todas as aves dos céus, a todos os répteis da terra, e a todas as criaturas em que há fôlego de vida, todos os vegetais existentes, como mantimento e sustento!” E assim aconteceu.

31. Então Deus contemplou toda a sua criação, e eis que tudo era muito bom. Houve, assim, a tarde e a manhã: esse foi o sexto dia.

×

Gênesis 1

1.1 A simples afirmação de que Deus criou os céus e a terra é um dos conceitos mais desafiantes que enfrenta a mente moderna. A grandiosa galáxia em que vivemos excursão a incrível velocidade de 784.000 km por hora. Mas inclusive a esta velocidade vertiginosa, nossa galáxia igualmente necessita 200 milhões de anos para fazer uma rotação. E existem mais de 1000 milhões de galáxias como a nossa. Alguns cientistas dizem que o número de estrelas que há na criação é igual a todos os grãos de todas as areias de todas as praias do mundo. Mesmo assim este complexo mar de estrelas giratórias funciona com uma ordem e uma eficiência surpreendentes. Dizer que o universo "só apareceu" ou "evoluiu" requer muita mais fé que acreditar que Deus está detrás de todas estas estatísticas assombrosas. Certamente Deus criou um universo maravilhoso. Deus não precisava criar o universo; O decidiu criá-lo. por que? Deus é amor e o amor se expressa melhor para algo ou para alguém, assim Deus criou ao mundo e às pessoas como uma expressão de seu amor. Devemos evitar reduzir a criação de Deus a termos meramente científicos. Recorde que Deus criou o universo porque ama a cada um de nós. 1.1ss A história da criação nos ensina muito a respeito de Deus e de nós mesmos. Primeiro, aprendemos a respeito de Deus: (1) O é criativo; (2) como Criador é diferente a sua criação; (3) O é eterno e controla ao mundo. Também aprendemos de nós mesmos: (1) já que Deus decidiu nos criar, somos valiosos ante seus olhos; (2) somos mais importantes que os animais. (Veja-se 1.28 para maior informação sobre nosso rol na ordem criada.) 1.1ss Exatamente como criou Deus ao mundo? Este segue sendo um assunto de grande debate. Alguns dizem que houve uma repentina explosão e o universo apareceu. Outros dizem que Deus iniciou o processo e que o universo evoluiu ao longo de milhares de milhões de anos. Quase qualquer religião antiga conta com sua própria história para explicar como chegou a ser o mundo. E quase todos os cientistas têm uma opinião sobre a origem do universo. Mas só a Bíblia mostra um Deus supremo que criou a terra por seu grande amor e que deu a toda a gente um lugar especial nele. Nunca saberemos todas as respostas de como Deus criou ao mundo. Mas a Bíblia nos diz que Deus sim o criou. Este fato por si só dá às pessoas valor e dignidade. 1.2 A afirmação de que "a terra estava desordenada e vazia", proporciona o entorno para a narração da criação que aparece a seguir. Durante o segundo e terceiro dias da criação, Deus deu forma ao universo; durante os três dias seguintes, Deus encheu a terra com seres viventes. "As trevas[...] sobre a face do abismo", dissiparam-se o primeiro dia quando Deus criou a luz. 1.2 A imagem do Espírito de Deus que se movia sobre a face das águas é similar a um pássaro que protege a seus pintinhos (vejam-se Deu 32:11-12; Isa 31:5). O Espírito de Deus estava ativamente envolto na criação do mundo (vejam-se Jó 33:4; Psa 104:30). Seu cuidado e amparo seguem estando ativos. 1.3-2.7 Quanto tempo tomou a Deus criar o mundo? Há dois pontos de vista em relação aos dias da criação: (1) cada dia foi um período literal de vinte e quatro horas; (2) cada dia representa um período indefinido (até milhões de anos). A Bíblia não esclarece qual teoria é a correta. Mas a pergunta real não é quanto tempo tomou a Deus, a não ser como o fez. Deus criou ao mundo de uma maneira ordenada (não criou as novelo antes que a luz); e criou ao homem e à mulher como seres singulares capazes de comunicar-se com O. Nenhuma outra parte da criação pode reclamar esse maravilhoso privilégio. O ponto importante não é quanto tempo tomou a Deus criar o mundo, já sejam uns poucos dias ou uns poucos milhares de milhões de anos, mas sim o criou tal qual quis fazê-lo. 1.6 A "expansão em meio das águas" era uma separação entre o mar e o bafo do céu. 1.25 Deus viu que sua obra era boa. Em ocasiões, a gente se sente culpado por passar um momento agradável ou por sentir-se bem por um lucro. Isto não deve ser assim. Assim como Deus estava agradado com sua obra, podemos estar agradados com as nossas. Entretanto, não podemos estar agradados com nossa obra se Deus não o estiver também. O que está fazendo você que faça feliz tanto a Deus como a você mesmo? 1.26 por que Deus empregou a forma plural quando disse "Façamos ao homem a nossa imagem"? Uma perspectiva diz que está fazendo referência à Trindade -Deus, o Pai; Jesucristo, seu Filho; e o Espírito Santo- todos os quais são Deus. Outra perspectiva afirma que o plural se utiliza para denotar majestuosidad. Tradicionalmente os reis utilizam a forma plural ao falar deles mesmos. Desde Jó 33:4 e Psa 104:30 sabemos que o Espírito de Deus estava presente na criação. Desde Col 1:16 sabemos que Cristo, o Filho de Deus, estava trabalhando na criação. 1.26 Como é que somos feitos a semelhança de Deus? Obviamente, Deus não nos criou exatamente como O, porque Deus não tem corpo físico. Em troca, somos reflexo da glória de Deus. Alguns pensam que nosso raciocínio, criatividade, poder de comunicação ou auto-determinação é a imagem de Deus. Mas bem, é todo nosso ser o que reflete a imagem de Deus. Nunca chegaremos a ser totalmente iguais a Deus, porque O é nosso Criador supremo. Mas sim temos a capacidade de refletir seu caráter em nosso amor, paciência, perdão, bondade e fidelidade. O saber que fomos criados a semelhança de Deus e portanto possuímos muitas de suas características, proporciona-nos uma base sólida para nossa auto-estima. Nosso valor não se apóia em posses, lucros, atrativo físico ou reconhecimento público. Em troca se fundamenta no fato de ter sido criados a semelhança de Deus. devido a que somos semelhantes a Deus podemos ter sentimentos positivos a respeito de nós mesmos. O nos criticar ou nos degradar equivale a criticar o que Deus tem feito. Saber que você é uma pessoa que tem valor lhe dá a liberdade de amar a Deus, de conhecê-lo pessoalmente e de fazer uma contribuição valiosa a aqueles que o rodeiam. 1.27 Deus fez tanto ao homem como à mulher a sua imagem. Nenhum dos dois foi feito mais à imagem de Deus que o outro. Desde o começo vemos que a Bíblia coloca tanto a um como ao outro no pináculo da criação de Deus. Nenhum dos sexos é exaltado nem desprezado. 1.28 Senhorear significa exercer absoluta autoridade e controle sobre algo. Deus é quem em última instância governa a terra e exerce sua autoridade com cuidado amoroso. Quando Deus delegou parte de sua autoridade à espécie humana, esperava que nos fizéssemos responsáveis pelo meio e das outras criaturas que compartilham nosso planeta. Não devemos ser descuidados nem esbanjadores ao levar a cabo a tarefa encomendada. Deus foi cuidadoso ao criar a terra. Não devemos ser negligentes ao atender dela. 1.31 Deus observou que o que tinha feito era muito bom. Você é parte da criação de Deus e O está agradado pela maneira em que o criou. Se em ocasiões sente que carece de valor ou que vale pouco, recorde que Deus o criou por uma boa razão. Você é valioso para ele. DIAS DA CREACION Primeiro dia: Luz (assim houve luz e escuridão) Segundo dia: Céu e água (separaram-se as águas) Terceiro dia: Mar e terra (juntaram-se as águas); vegetação Quarto dia: Sol, lua e estrelas (para reger sobre o dia e a noite, para dar origem às estações, assinalar os dias e os anos) Quinto dia: Peixes e aves (para encher as águas e o céu) Sexto dia: Animais (para encher a terra). Homem e mulher (para cuidar a terra e ter comunhão com Deus) Sétimo dia: Deus descansou e declarou que tudo o que tinha feito era muito bom PRINCÍPIOS A Bíblia não aborda o tema da evolução. Mas bem seu cosmovisión dá por sentado que Deus o criou. O ponto de vista bíblico da criação não está em conflito com a ciência, mas sim está em conflito com qualquer cosmovisión que principie sem um criador. Igualmente os cristãos comprometidos e sinceros tiveram que lutar com este tema da origem das coisas e chegaram a conclusões diversas. É obvio, isto é de esperar-se já que a evidência é muito antiga e, devido aos estragos das gerações, muito fragmentada. Os estudiosos da Bíblia e da ciência devem evitar polarizações e pensamentos extremistas. Os primeiros devem tomar cuidado de não fazer que a Bíblia diga coisas que não diz, assim como os segundos não devem forçar à ciência a dizer coisas que tampouco diz. O aspecto mais importante desta discussão contínua não é o processo da criação, a não ser a origem da criação. O mundo não é um produto da casualidade nem da probabilidade; Deus o criou. A Bíblia não só nos diz que Deus criou o mundo; mais importante ainda, diz-nos quem é esse Deus. Revela-nos a personalidade de Deus, seu caráter e seu plano para a criação. Além disso nos revela o desejo mais profundo de Deus: relacionar-se e ter comunhão com a gente por meio de sua visita histórica a este planeta na pessoa de Seu Filho Jesucristo. Podemos conhecer de uma forma muito pessoal a este Deus que criou o universo. Os céus e a terra estão aqui. Nós estamos aqui. Deus criou tudo o que vemos e experimentamos. O livro de Gênese começa, "No princípio criou Deus os céus e a terra". Aqui começamos a mais emocionante e plena de todas as aventuras.






Anúncios