- Anúncios -
x

Bibliatodo Comentários




Diário Viver
Provérbios 17

1. É melhor um pedaço de pão seco na tranqüilidade, do que a casa cheia de banquetes e brigas.

2. O escravo sensato mandará no filho indigno e terá parte na herança com os irmãos.

3. Fornalha para a prata e forno para o ouro, porém Javé é quem prova as consciências.

4. O malfeitor dá atenção aos lábios que maldizem, e o mentiroso dá ouvidos à língua perversa.

5. Quem zomba do pobre insulta o Criador, e quem ri do infeliz não ficará sem castigo.

6. Os netos são a coroa dos anciãos, e os pais são a honra dos filhos.

7. Linguagem elevada não convém ao imbecil, e menos ainda a língua mentirosa para o príncipe.

8. O suborno é talismã para quem o dá: com ele, consegue tudo o que quer.

9. Quem busca amizade disfarça a ofensa; quem a repete afasta o amigo.

10. Mais vale uma repreensão para o inteligente do que cem golpes para o insensato.

11. O rebelde busca o mal, e será pego por um carrasco cruel.

12. É melhor encontrar uma ursa, da qual roubaram os filhotes, do que um insensato dizendo idiotices.

13. Quem paga o bem com o mal, terá sempre o mal em sua casa.

14. Começo de briga é como rachadura na represa; é melhor desistir antes do processo.

15. Absolver o culpado e condenar o inocente são duas coisas que Javé detesta.

16. Não adianta o insensato ter dinheiro para comprar sabedoria, porque ele não aprende nada.

17. Um amigo ama em qualquer tempo, e o irmão é para o dia do perigo.

18. Não tem bom senso quem faz um acordo como fiador do seu vizinho.

19. Quem procura briga é porque gosta de crime, e quem se gaba está buscando a ruína.

20. O coração perverso não encontrará a felicidade, e a língua tortuosa cairá na desgraça.

21. Quem gera um insensato acabará sofrendo, e o pai de um imbecil não terá alegria.

22. Coração alegre ajuda a sarar, mas espírito abatido seca os ossos.

23. O injusto aceita suborno às escondidas, para distorcer o curso da justiça.

24. A sabedoria está bem diante do homem inteligente, mas o insensato olha para os confins do mundo.

25. Filho insensato é tormento para o pai e amargura para a mãe.

26. Não é bom multar quem tem razão, e pior ainda é açoitar os inocentes.

27. Quem fala pouco possui a ciência, e o homem inteligente mantém a calma.

28. Quando calado, o insensato passa por sábio e, se fecha bem a boca, passa por inteligente.

×
Provérbios 17

17.3 Se requer de um intenso calor para desencardir o ouro e a prata. De maneira similar, freqüentemente se requer do calor das provas para que os cristãos sejam desencardidos. Através das provas, Deus nos mostra o que há em nós e tira algo que se atrevesse para que possamos confiar completamente no. Pedro diz: "Para que submetida a prova sua fé, muito mais preciosa que o ouro, o qual embora perecível se prova com fogo, seja achada em louvor, glória e honra quando for manifestada Jesucristo" (1Pe 1:7). Assim quando surgirem tempos difíceis em seu caminho, dê-se conta de que Deus deseja utilizá-los para refinar sua fé e desencardir seu coração. 17.5 Poucos atos são tão cruéis como burlar-se dos menos afortunados, mas muitos o praticam porque lhes faz sentir-se bem ser melhores ou ter mais êxito que outros. Ludibriar ao pobre é burlar do Deus que os criou. Também nos burlamos de Deus quando ridicularizamos ao fraco ou aos que são diferentes ou a qualquer. Quando notar que menospreza a outros solo por diversão, detenha-se e pense no que os criou. 17.8 Salomão não desculpa o suborno (veja-se 17.15, 23), mas sim faz uma observação a respeito de como as coisas atuam no mundo. O suborno pode fazer que a gente obtenha o que quer, mas a Bíblia o condena claramente (Exo 23:8; Pro 17:23; Mat 28:11-15). 17.9 Este provérbio menciona que deveríamos perdoar de boa vontade aos que pecaram contra nós. Esquecer as ofensas é necessário em qualquer relação. É tentador, sobre tudo em uma discussão, tirar a luz todos os enganos que a outra pessoa cometeu. Amar, entretanto, mantém a boca fechada, embora isto seja difícil. Nunca trate de tirar reluzir algo em uma discussão que não esteja relacionado com o tema a discutir. Conforme cresçamos para chegar a ser iguais a Cristo, adquiriremos a capacidade de Deus para esquecer os enganos confessados do passado. 17.17 Que classe de amigo é você? Há uma grande diferencia entre conhecer bem a alguém e ser um verdadeiro amigo. A evidência maior de uma amizade genuína é a lealdade (amar "em todo tempo") (veja-se 1Co 13:7), estar preparado para ajudar nos momentos de aflição ou de lutas pessoais. Muitas pessoas são amigos nos bons tempos. Permanecem a nosso redor quando a amizade os ajuda e nos deixam quando já não tiram algum proveito da mesma. Pense em seus amigos e analise a lealdade que lhes oferece. Seja a classe de amigo fiel que a Bíblia descreve. 17.22 Estar alegre é estar preparado para receber a outros com uma bem-vinda, uma palavra de fôlego, um entusiasmo pela tarefa entre mãos e uma perspectiva positiva para o futuro. Tais pessoas se recebem como medicina que alivia a dor. 17.24 Embora há coisas que dizer por ter grandes sonhos, este provérbio assinala a necedad de perseguir fantasias (ter olhos que "vagam até o extremo da terra", veja-se 12.11). Quanto melhor é alinhar suas metas com as de Deus, ser a classe de pessoa que O quer que seja! Possivelmente tais metas (sabedoria, honestidade, paciência, amor) não pareçam atrativas, mas determinarão seu futuro eterno. Dedique tempo para pensar em seus sonhos e metas, e assegure-se de que abrangem as áreas que na verdade importam da vida. 17.27, 28 Este provérbio destaca vários benefícios de guardar silêncio: (1) é o melhor se não ter nada valioso que dizer; (2) dá-lhe a oportunidade de escutar e aprender; (3) dá-lhe algo em comum com os sábios. Assegure-se de utilizar momentos de silêncio para pensar e escutar para que assim quando falar, tenha algo importante que dizer.