- Anúncios -
x

Bibliatodo Comentários




Diário Viver
Miquéias 7

1. Ai de mim! Porque estou como quando são colhidas as frutas do verão, como os rabiscos da vindima: não há cacho de uvas para comer, nem figos temporãos que a minha alma desejou.

2. Pereceu o benigno da terra, e não há entre os homens um que seja reto; todos armam ciladas para sangue; caça cada um a seu irmão com uma rede.

3. As suas mãos fazem diligentemente o mal; o príncipe inquire, e o juiz se apressa à recompensa, e o grande fala da corrupção da sua alma, e assim todos eles são perturbadores.

4. O melhor deles é como um espinho; o mais reto é pior do que o espinhal; veio o dia dos teus vigias, veio a tua visitação; agora será a sua confusão.

5. Não creiais no amigo, nem confieis no vosso guia; daquela que repousa no teu seio guarda as portas da tua boca.

6. Porque o filho despreza o pai, a filha se levanta contra sua mãe, a nora, contra sua sogra, os inimigos do homem são os da sua própria casa.

7. Eu, porém, esperarei no SENHOR; esperei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá.

8. Ó inimiga minha, não te alegres a meu respeito; ainda que eu tenha caído, levantar-me-ei; se morar nas trevas, o SENHOR será a minha luz.

9. Sofrerei a ira do SENHOR, porque pequei contra ele, até que julgue a minha causa e execute o meu direito; ele me trará à luz, e eu verei a sua justiça.

10. E a minha inimiga verá isso, e cobri-la-á a confusão, a ela que me diz: Onde está o SENHOR, teu Deus? Os meus olhos a verão sendo pisada como a lama das ruas.

11. No dia em que reedificar os teus muros, nesse dia, longe estará ainda o estatuto.

12. Naquele dia, virão a ti, desde a Assíria até às cidades fortes, e das fortalezas até ao rio, e do mar até ao mar, e da montanha até à montanha.

13. Mas esta terra será posta em desolação, por causa dos seus moradores, por causa do fruto das suas obras.

14. Apascenta o teu povo com a tua vara, o rebanho da tua herança, que mora só no bosque, no meio da terra fértil; apascentem-se em Basã e Gileade, como nos dias da antiguidade.

15. Eu lhes mostrarei maravilhas, como nos dias da tua saída da terra do Egito.

16. As nações o verão e envergonhar-se-ão, por causa de todo o seu poder; porão a mão sobre a boca, e os seus ouvidos ficarão surdos.

17. Lamberão o pó como serpentes; como uns répteis da terra, tremendo, sairão dos seus encerramentos; com pavor virão ao SENHOR, nosso Deus, e terão medo de ti.

18. Quem, ó Deus, é semelhante a ti, que perdoas a iniqüidade e que te esqueces da rebelião do restante da tua herança? O SENHOR não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na benignidade.

19. Tornará a apiedar-se de nós, subjugará as nossas iniqüidades e lançará todos os nossos pecados nas profundezas do mar.

20. Darás a Jacó a fidelidade e a Abraão, a benignidade que juraste a nossos pais, desde os dias antigos.

×
Miquéias 7

7.1ss Este capítulo começa em penumbra (7.1-6) e termina em esperança (7.7-20). Miqueas observou como se apodrecia a sociedade que o rodeava. Os governantes demandavam presentes; os juizes aceitavam subornos; a corrupção era universal. Entretanto, Deus prometeu tirar seu povo da escuridão do pecado e levá-lo a sua luz. Então o povo o elogiaria por sua fidelidade. Unicamente Deus é perfeitamente fiel. 7.1-4 Miqueas não pôde encontrar uma pessoa reta em nenhuma parte da terra. Ainda hoje, é difícil encontrar a verdadeira retidão. A sociedade lhe busca explicações racionais ao pecado, e inclusive em ocasiões os cristãos transigem assim que seus princípios cristãos para poder fazer o que querem. É fácil nos convencer de que merecemos uns quantos descansos especialmente quando "todo mundo" o faz. Entretanto, os parâmetros da honestidade provêm de Deus, não da sociedade. Somos honestos porque Deus é verdade, e temos que nos parecer com O. 7.5, 6 O pecado afetou aos líderes do governo e da sociedade em geral. Enganaram e inclusive arruinaram a família que é o fundamental da sociedade. Como conseqüência disso, a única forma de desencardir ao povo era por meio do castigo de Deus. Isto faria que a nação se voltasse para O e fora restaurada desde seu interior. 7.7-9 Miqueas mostrou fé em Deus quando proclamou que: (1) esperaria em Deus porque O escuta e salva quando se requer sua ajuda. (2) O tiraria adiante quando os tempos fossem difíceis. (3) Seria paciente em seu castigo devido a que O tiraria da escuridão. (4) seus inimigos seriam castigados. Também nós podemos ter uma relação com Deus que nos permita confiar em Deus como Miqueas. Não se requer um talento especial; simplesmente se necessita fé em Deus e a disposição de atuar apoiado nessa fé. 7.9 Miqueas se deu conta de que se era paciente e obediente no castigo, Deus perdoaria a seu povo e mostraria sua bondade outra vez (Lam 3:39-41). O castigo não significa rechaço. A nação do Judá era castigada para poder levar a seu povo de novo a Deus, não para afastar o Do. Quando você se em frente a provas devido a seu pecado, não se zangue com Deus nem tenha medo de que o tenha rechaçado. Pelo contrário, volte-se de seu pecado e retorne a Deus. 7.18 A Deus gosta de ser misericordioso! O não perdoa a contra gosto, mas sim se alegra quando nos arrependemos e oferece perdão a todos os que retornam ao. Hoje você pode confessar seus pecados e receber seu perdão amoroso. Não seja tão orgulhoso e aceite a misericórdia de Deus. 7.20 Em uma época quando a religião fazia muito pouca diferencia na vida da gente, Miqueas disse que Deus esperava que seu povo fora justo, reto e misericordioso (6.8). O demanda o mesmo dos cristãos da atualidade. Em um mundo que é injusto, devemos atuar com justiça. Em um mundo de grandes quebrantamentos, devemos ser misericordiosos. Em um mundo de soberba e auto-suficiência, devemos caminhar humildemente com Deus. Solo quando vivemos no caminho de Deus nossas vidas começarão a afetar nossos lares, nossa sociedade e nosso mundo.