- Anúncios -
x

Bibliatodo Comentários




Diário Viver
Juízes 1

1. E sucedeu, depois da morte de Josué, que os filhos de Israel perguntaram ao SENHOR, dizendo: Quem dentre nós primeiro subirá aos cananeus, para pelejar contra eles?

2. E disse o SENHOR: Judá subirá; eis que lhe dei esta terra na sua mão.

3. Então, disse Judá a Simeão, seu irmão: Sobe comigo à herdade que me caiu por sorte, e pelejemos contra os cananeus, e também eu contigo subirei à tua, que te caiu por sorte. E Simeão partiu com ele.

4. E subiu Judá, e o SENHOR lhe deu na sua mão os cananeus e os ferezeus; e feriram deles em Bezeque a dez mil homens.

5. E acharam a Adoni-Bezeque em Bezeque, e pelejaram contra ele, e feriram aos cananeus e aos ferezeus.

6. Porém Adoni-Bezeque fugiu; e o seguiram, e o prenderam, e lhe cortaram os dedos polegares das mãos e dos pés.

7. Então, disse Adoni-Bezeque: Setenta reis, com os dedos polegares das mãos e dos pés cortados, apanhavam as migalhas debaixo da minha mesa; assim como eu fiz, assim Deus me pagou. E o trouxeram a Jerusalém, e morreu ali.

8. Porque os filhos de Judá pelejaram contra Jerusalém, e a tomaram, e a feriram a fio de espada, e à cidade puseram a fogo.

9. E, depois, os filhos de Judá desceram a pelejar contra os cananeus que habitavam nas montanhas, e no sul, e nas planícies.

10. E partiu Judá contra os cananeus que habitavam em Hebrom ( era, porém, dantes, o nome de Hebrom Quiriate-Arba ), e feriram a Sesai, e a Aimã, e a Talmai.

11. E, dali, partiu contra os moradores de Debir ( e era, dantes, o nome de Debir Quiriate-Sefer ).

12. E disse Calebe: Quem ferir a Quiriate-Sefer e a tomar, lhe darei a minha filha Acsa por mulher.

13. E tomou-a Otniel, filho de Quenaz, o irmão de Calebe, mais novo do que ele; e Calebe lhe deu a sua filha Acsa por mulher.

14. E sucedeu que, vindo ela a ele, o persuadiu a que pedisse um campo a seu pai; e ela se apeou do jumento, saltando; e Calebe lhe disse: Que é o que tens?

15. E ela lhe disse: Dá-me uma bênção, pois me deste uma terra seca; dá-me também fontes de águas. E Calebe lhe deu as fontes superiores e as fontes inferiores.

16. Também os filhos do queneu, sogro de Moisés, subiram da cidade das Palmeiras com os filhos de Judá ao deserto de Judá, que está ao sul de Arade; e foram e habitaram com o povo.

17. Foi-se, pois, Judá com Simeão, seu irmão, e feriram aos cananeus que habitavam em Zefate, e totalmente a destruíram, e chamaram o nome desta cidade Horma.

18. Tomou mais Judá a Gaza com o seu termo, e a Asquelom com o seu termo, e a Ecrom com o seu termo.

19. E foi o SENHOR com Judá, e despovoou as montanhas; porém não expeliu os moradores do vale, porquanto tinham carros de ferro.

20. E deram Hebrom a Calebe, como Moisés o dissera, e dali expeliu os três filhos de Anaque.

21. Porém os filhos de Benjamim não expeliram os jebuseus que habitavam em Jerusalém; antes, os jebuseus habitaram com os filhos de Benjamim em Jerusalém até ao dia de hoje.

22. E subiu também a casa de José a Betel, e foi o SENHOR com eles.

23. E fez a casa de José espiar a Betel ( e foi dantes o nome desta cidade Luz ).

24. E viram os espias um homem que saía da cidade e lhe disseram: Ora, mostra-nos a entrada da cidade, e usaremos contigo de beneficência.

25. E, mostrando-lhes ele a entrada da cidade, feriram a cidade a fio de espada; porém àquele homem e a toda a sua família deixaram ir.

26. Então, aquele homem foi-se à terra dos heteus, e edificou uma cidade, e chamou o seu nome Luz; este é o seu nome até o dia de hoje.

27. Nem Manassés expeliu os habitantes de Bete-Seã, nem dos lugares da sua jurisdição; nem a Taanaque, com os lugares da sua jurisdição; nem aos moradores de Dor, com os lugares da sua jurisdição; nem aos moradores de Ibleão, com os lugares da sua jurisdição; nem aos moradores de Megido, com os lugares da sua jurisdição; e quiseram os cananeus habitar na mesma terra.

28. E sucedeu que, quando Israel cobrou mais forças, fez dos cananeus tributários, porém não os expeliu de todo.

29. Tampouco expeliu Efraim os cananeus que habitavam em Gezer; antes, os cananeus habitavam no meio dele, em Gezer.

30. Tampouco expeliu Zebulom os moradores de Quitrom, nem aos moradores de Naalol; porém os cananeus habitavam no meio dele e foram tributários.

31. Tampouco Aser expeliu os moradores de Aco, nem os moradores de Sidom, nem Alabe, nem Aczibe, nem Helba, nem Afeca, nem Reobe;

32. porém os aseritas habitaram no meio dos cananeus que habitavam na terra; porquanto os não expeliram.

33. Tampouco Naftali expeliu os moradores de Bete-Semes, nem os moradores de Bete-Anate; mas habitou no meio dos cananeus que habitavam na terra; porém lhes foram tributários os moradores de Bete-Semes e os de Bete-Anate.

34. E apertaram os amorreus aos filhos de Dã até às montanhas; porque nem os deixavam descer ao vale.

35. Também os amorreus quiseram habitar nas montanhas de Heres, em Aijalom e em Saalabim; porém prevaleceu a mão da casa de José, e ficaram tributários.

36. E foi o termo dos amorreus desde a subida de Acrabim, e desde a penha, e dali para cima.

×
Juízes 1

1.1 Finalmente, o povo do Israel tinha entrado e tomado controle da terra prometida a seus antepassados (Gen 12:7; Exo 3:16-17). O livro de Juizes contínua a história desta conquista que começou no livro do Josué. Pelo poder de Deus, os israelitas tinham conquistado a muitos inimigos e superado muitas dificuldades, mas seu trabalho ainda não tinha terminado. Tinham enfrentado com êxito provocações políticas e militares, mas enfrentar as provocações espirituais era ainda mais difícil. O estilo de vida dos cananeos, iníquo mas atrativo, mostrou ser mais perigoso que sua força militar. Os israelitas cederam ante a pressão e comprometeram sua fé. Se tentamos enfrentar as provocações da vida só com esforço humano, encontraremos que as tentações e as pressões que nos rodeiam são muito fortes para resistir. 1.1 Logo depois da morte do Josué, Israel começou a perder seu firme controle da terra. Ainda quando Josué foi um grande líder, o povo esqueceu sua liderança espiritual mais que sua habilidade militar, já que ele tinha mantido ao povo enfocado em Deus e em seus propósitos. Josué tinha sido o sucessor óbvio do Moisés, mas não havia um sucessor óbvio para o Josué. Durante esta crise de liderança, Israel teve que aprender que sem importar quão poderoso e sábio fora o líder atual, sua líder real era Deus. Freqüentemente pomos nossa esperança e confiança em algum líder influente, esquecendo que em realidade é Deus o que está ao mando. Reconheça a Deus como sua comandante em chefe, e evite cair na tentação de descansar muito nos líderes humanos, sem importar quão sábio sejam espiritualmente. 1.1 Cananeos eram todos os povos que viviam no Canaán, a terra prometida. Viviam em cidades-estados onde cada cidade tinha seu próprio governo, exército e leis. Uma razão pela que Canaán foi tão difícil de conquistar era porque cada cidade tinha que ser derrotada individualmente. Não havia um único rei que pudesse render ao país inteiro em mãos dos israelitas. A maior ameaça do Canaán para o Israel não era seu exército, a não ser sua religião. A religião cananea idealizava qualidades iníquas: crueldade na guerra, imoralidade sexual, avareza egoísta e materialismo. Era uma sociedade que pensava "eu primeiro, depois o que seja". Obviamente, as religiões do Israel e do Canaán não podiam coexistir. 1.2 O livro do Josué nos relata uma conquista rápida e total dos exércitos e cidades inimizades, enquanto que o livro de Juizes parece sugerir uma conquista mais gradual e prolongada. Quando os israelitas entraram pela primeira vez à terra prometida (Josué 1-12), uniram-se como um só exército para esmagar aos habitantes até que foram muito fracos para vingar-se; então, depois que a terra foi dividida entre as 12 tribos (Josué 13-24), cada tribo foi responsável por expulsar ao inimigo de seu próprio território. O livro de Juizes nos fala do fracasso em fazê-lo. Algumas tribos tiveram mais êxito que outras. Sob o Josué todas começaram fortes, mas logo a maioria se desviou por medo, cansaço, falta de disciplina ou por ir detrás de seus próprios interesses. Como resultado, sua fé começou a desvanecer-se, e "cada um fazia o que bem lhe parecia" (Jdg 17:6). Para que nossa fé sobreviva, devemos praticá-la dia a dia. Deve permear cada aspecto de nossas vidas. Cuide-se de não começar com muita força para logo desviar-se de seu propósito real: amar a Deus e viver para O. 1.6 Os israelitas cortaram os polegares e os dedos gordos dos pés do Adoni-bezec para humilhá-lo e inutilizá-lo para brigar. Mas segundo as instruções de Deus para conquistar a terra prometida, a ele o deveu ter matado. 1.8 Mesmo que os israelitas conquistaram Jerusalém, não ocuparam a cidade a não ser até os dias do Davi (2Sa 5:6-10). 1.12-15 Este mesmo sucesso está registrado em Jos 15:16-19. Caleb foi um dos espiões originais que exploraram a terra prometida (Números 13-14) e, com o Josué, respiraram ao povo para conquistá-la. Por sua fidelidade, lhe deu a terra que escolheu. JUDA BRIGA POR SUA TERRA : A tribo do Judá não perdeu tempo em começar a conquista do território que lhes tinha correspondido . Com a ajuda da tribo do Simeón, conquistaram Jerusalém, ao igual aos cananeos no Neguev e na costa. Hebrón e Debir caíram ante o Judá, e mais tarde Gaza, Ascalón e Ecrón. 1.17 por que ordenou Deus a quão israelitas expulsassem aos cananeos de sua terra? Embora a ordem parece cruel, os israelitas estavam sob a ordem de Deus para executar julgamento sobre estes povos maus que viviam nessa terra. As outras nações seriam julgadas por seu pecado, assim como o Israel foi forçada a vagar durante quarenta anos antes que lhe permitisse entrar na terra. mais de setecentos anos antes Deus havia dito ao Abraão que quando os israelitas entrassem na terra prometida, a enorme maldade dos povos nativos estaria lista para ser julgada (Gen 15:16). Mas Deus não estava exercendo favoritismo com os israelitas, já que finalmente eles também seriam severamente castigados por chegar a ser tão maus como a gente às que lhes ordenou expulsar (2 Rseis 17; 25; Jr 6:18-19; Ezequiel 8). Deus não é parcial, todas as pessoas podem receber o perdão gratuito de Deus tanto como sua firme justiça. 1.19 Os carros cananeos atirados por cavalos estavam entre as armas mais sofisticadas desses dias. Os soldados israelitas que brigavam a pé eram absolutamente impotentes quando um veloz carro de ferro os investia. Por isso o Israel preferia brigar nas colinas onde não podiam subir os carros. 1.21ss Tribo detrás tribo fracassaram em expulsar aos malvados cananeos de sua terra. por que não seguiram e obedeceram completamente as ordens de Deus? (1) Tinham estado brigando durante muito tempo e estavam cansados. Embora a meta estava à vista, faltou-lhes disciplina e energia para alcançá-la. (2) Temeram que o inimigo fora muito forte, os carros de ferro pareciam invencíveis. (3) Da morte do Josué o poder e a autoridade se descentralizou aos líderes tribais, e as tribos já não estavam unidas em propósito. (4) A decadência espiritual os tinha infectado do interior. Pensaram que podiam dirigir a tentação e ser mais prósperos fazendo negócios com os cananeos. Freqüentemente também nós fracassamos ao tratar de tirar o pecado de nossas vidas. Freqüentemente sabemos o que devemos fazer, mas não o fazemos. E isto tem como resultado uma deterioração gradual de nossa relação com Deus. Em nossas batalhas, podemos nos cansar e querer descansar, mas necessitamos mais que um descanso no trabalho. Precisamos saber que Deus nos ama e nos deu um propósito na vida. A vitória vem quando vivemos de acordo com seu propósito.