x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Diário Viver
João 15

1. Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador.

2. Toda vara em mim que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto.

3. Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado.

4. Estai em mim, e eu, em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim.

5. Eu sou a videira, vós, as varas; quem está em mim, e eu nele, este dá muito fruto, porque sem mim nada podereis fazer.

6. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem.

7. Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.

8. Nisto é glorificado meu Pai: que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.

9. Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor.

10. Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai e permaneço no seu amor.

11. Tenho-vos dito isso para que a minha alegria permaneça em vós, e a vossa alegria seja completa.

12. O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.

13. Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.

14. Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.

15. Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor, mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.

16. Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda.

17. Isto vos mando: que vos ameis uns aos outros.

18. Se o mundo vos aborrece, sabei que, primeiro do que a vós, me aborreceu a mim.

19. Se vós fôsseis do mundo, o mundo amaria o que era seu, mas, porque não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece.

20. Lembrai-vos da palavra que vos disse: não é o servo maior do que o seu senhor. Se a mim me perseguiram, também vos perseguirão a vós; se guardarem a minha palavra, também guardarão a vossa.

21. Mas tudo isso vos farão por causa do meu nome, porque não conhecem aquele que me enviou.

22. Se eu não viera, nem lhes houvera falado, não teriam pecado, mas, agora, não têm desculpa do seu pecado.

23. Aquele que me aborrece aborrece também a meu Pai.

24. Se eu, entre eles, não fizesse tais obras, quais nenhum outro têm feito, não teriam pecado; mas, agora, viram-nas e me aborreceram a mim e a meu Pai.

25. Mas é para que se cumpra a palavra que está escrita na sua lei: Aborreceram-me sem causa.

26. Mas, quando vier o Consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele Espírito da verdade, que procede do Pai, testificará de mim.

27. E vós também testificareis, pois estivestes comigo desde o princípio.

×
João 15

15.1 A videira é uma planta prolífica; uma só videira produz muitas uvas. No Antigo Testamento, as uvas simbolizavam a capacidade do Israel de levar fruto fazendo a obra de Deus na terra (Psa 80:8; Isa 5:1-7; Eze 19:10-14). Na comida de Páscoa, o fruto da videira simbolizava a bondade de Deus para com seu povo. 15.1ss Cristo é a videira e Deus é o lavrador que cuida dos pámpanos para obter que produzam fruto. Os pámpanos são todos os que se declaram seguidores de Cristo. Os pámpanos frutíferos são os verdadeiros crentes que mediante sua união viva com Cristo levam muito fruto. Mas aos que se tornam improdutivos, aos que se arrependem de seguir a Cristo depois de comprometer-se levianamente, lhes separará da videira. Ser improdutivos é como estar mortos, pelo qual os cortarão e os jogarão fora. 15.2, 3 Jesus estabelece uma diferença entre dois tipos de poda: (1) tirar, e (2) limpar os ramos. Os ramos que levam fruto se limpam a fim de promover o crescimento. Em outras palavras, às vezes Deus deve nos disciplinar para fortalecer nosso caráter e nossa fé. Mas os ramos que não levam fruto se tiram do tronco porque não só são inúteis, mas sim freqüentemente afetam o resto da árvore. As pessoas que não levam fruto para Deus ou que tentam bloquear os esforços dos que o seguem, serão cortados de seu poder vitalizador. 15.5 O fruto não se limita a ganhar almas. Neste capítulo, a oração respondida, o gozo e o amor se mencionam como fruto (15.7, 11, 12). Gal 5:22-24 e 2Pe 1:5-8 descrevem frutos adicionais: qualidades do caráter cristão. 15.5, 6 Permanecer em Cristo significa: (1) acreditar que O é o Filho de Deus (1Jo 4:15), (2) recebê-lo como Senhor e Salvador (Joh 1:12), (3) fazer o que Deus diz (1Jo 3:24), (4) seguir acreditando no evangelho (1Jo 2:24), e (5) relacionar-se em amor com a comunidade de crentes (Joh 15:12). 15.5-8 Muitos tratam de ser pessoas boas e sinceras que fazem o que é devido. Mas Jesus diz que a única maneira de levar uma vida boa seriamente é permanecer perto do, como um pámpano unido à videira. Separados de Cristo, nossos esforços não levam fruto. Recebe você o alimento e a vida que oferece Cristo, a videira? Se não os receber, está-se perdendo algo extraordinário que dá o Senhor. 15.8 Quando uma videira leva "muito fruto", Deus se glorifica, pois cada dia envia o sol e a chuva para fazer crescer os cultivos, e alimenta cada plantita e a prepara para que floresça. Que momento de glória para o Senhor da colheita quando esta se leva aos armazéns, amadurecida e lista para seu uso! O é quem fez que acontecesse! Esta analogia da agricultura mostra como Deus se glorifica quando a gente estabelece uma boa relação com O e começa a "levar muito fruto" em suas vidas. 15.11 Quando tudo vai bem, sentimo-nos jubilosos. Quando se apresentam as dificuldades, afundamo-nos em depressão. Mas o verdadeiro gozo transcende as ondas agitadas das circunstâncias. O gozo vem de uma firme relação com o Jesucristo. Quando nossas vidas estão entrelaçadas com a de Cristo, O nos ajuda a atravessar a adversidade sem nos afundar em depressões debilitantes e administrar a prosperidade sem nos transladar a alturas enganosas. O gozo de viver com o Jesucristo cada dia nos manterá equilibrados apesar das desigualdades de nossas circunstâncias. 15.12, 13 Devemos nos amar uns aos outros como nos amou Jesus, e O nos amou tanto que deu sua vida por nós. Talvez não seja necessário que demos nossa vida por outro, mas existem outras formas de praticar o amor sacrificial: escutar, ajudar, respirar, dar. Pense em alguém em particular que necessite hoje esta classe de amor. lhe dê todo o amor que possa e logo trate de dar um pouco mais. 15.15 Como Jesucristo é Senhor e Amo, devesse nos chamar servos; mas nos chama amigos. Quanto consolo e segurança nos dá que o Senhor nos tenha escolhido como amigos de Cristo. Como O é Senhor e Amo, devemo-lhe nossa obediência plena. Mas por sobre tudo, Jesus nos pede que lhe obedeçamos por amor. 15.16 Jesus tomou a primeira decisão: amar e morrer por nós, nos convidar a viver com O para sempre. Toca-nos a seguinte decisão: aceitar ou rechaçar sua oferta. Sem a decisão do





Anúncios