x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Diário Viver
Gênesis 16

1. Ora, Sarai, mulher de Abrão, não lhe gerava filhos, e ele tinha uma serva egípcia, cujo nome era Agar.

2. E disse Sarai a Abrão: Eis que o SENHOR me tem impedido de gerar; entra, pois, à minha serva; porventura, terei filhos dela. E ouviu Abrão a voz de Sarai.

3. Assim, tomou Sarai, mulher de Abrão, a Agar, egípcia, sua serva, e deu-a por mulher a Abrão, seu marido, ao fim de dez anos que Abrão habitara na terra de Canaã.

4. E ele entrou a Agar, e ela concebeu; e, vendo ela que concebera, foi sua senhora desprezada aos seus olhos.

5. Então, disse Sarai a Abrão: Meu agravo seja sobre ti. Minha serva pus eu em teu regaço; vendo ela, agora, que concebeu, sou menosprezada aos seus olhos. O SENHOR julgue entre mim e ti.

6. E disse Abrão a Sarai: Eis que tua serva está na tua mão; faze-lhe o que bom é aos teus olhos. E afligiu-a Sarai, e ela fugiu de sua face.

7. E o Anjo do SENHOR a achou junto a uma fonte de água no deserto, junto à fonte no caminho de Sur.

8. E disse: Agar, serva de Sarai, de onde vens e para onde vais? E ela disse: Venho fugida da face de Sarai, minha senhora.

9. Então, lhe disse o Anjo do SENHOR: Torna-te para tua senhora e humilha-te debaixo de suas mãos.

10. Disse-lhe mais o Anjo do SENHOR: Multiplicarei sobremaneira a tua semente, que não será contada, por numerosa que será.

11. Disse-lhe também o Anjo do SENHOR: Eis que concebeste, e terás um filho, e chamarás o seu nome Ismael, porquanto o SENHOR ouviu a tua aflição.

12. E ele será homem bravo; e a sua mão será contra todos, e a mão de todos, contra ele; e habitará diante da face de todos os seus irmãos.

13. E ela chamou o nome do SENHOR, que com ela falava: Tu és Deus da vista, porque disse: Não olhei eu também para aquele que me vê?

14. Por isso, se chama aquele poço de Laai-Roi; eis que está entre Cades e Berede.

15. E Agar deu um filho a Abrão; e Abrão chamou o nome do seu filho que tivera Agar, Ismael.

16. E era Abrão da idade de oitenta e seis anos, quando Agar deu Ismael a Abrão.

×
Gênesis 16

16.1-3 Sarai deu a seu sirva Agar ao Abrão como esposa substituta, uma prática comum nesse tempo. Uma mulher casada que não pudesse ter filhos era envergonhada por seus semelhantes e freqüentemente lhe pedia que desse uma sirva a seu marido para poder produzir herdeiros. Os meninos nascidos da sirva eram considerados filhos da esposa. Abrão estava atuando de acordo com o costume desses dias. Mas esta ação era uma falta de fé na promessa de Deus. 16.3 Sarai tomou o assunto em suas próprias mãos ao lhe dar ao Agar ao Abrão. Como Abrão, custava-lhe acreditar na promessa de Deus. Desta falta de fé sobreveio uma série de problemas. Isto acontece invariavelmente quando queremos ocupar o lugar de Deus em um assunto, e tratamos de fazer que uma de suas promessas se faça realidade por meio de esforços que não vão de acordo com as instruções específicas de Deus. Neste caso, o tempo foi a maior prova da disposição do Abrão e Sarai para permitir que Deus suprisse suas necessidades. Também, em ocasiões tudo o que temos que fazer é simplesmente esperar. Quando pedimos a Deus algo, e é claro que temos que esperar, aumenta a tentação de fazer algo por nossa conta e interferir nos planos de Deus. 16.5 em que pese a que Sarai foi a que planejou que Agar tivesse um filho do Abrão, logo culpou ao Abrão pelas conseqüências. Muitas vezes é mais fácil culpar a alguém de nossas frustrações que reconhecer nosso engano e pedir perdão. (Adão e Eva fizeram o mesmo em 3.12, 13.) 16.6 Sarai descarregou sua ira contra Agar. O trato foi tão cruel que provocou que Agar fugisse. A ira especialmente quando surge de nossos próprios enguiços, pode ser perigosa. 16.8 Agar estava fugindo de sua ama e de seu problema. O anjo do Senhor lhe aconselhou: (1) que retornasse e enfrentasse ao Sarai, a causa de seu problema, e (2) que se sujeitasse a ela. Isto incluía a necessidade de retificar sua atitude para o Sarai, embora estivesse justificada. O fugir de nossos problemas muito estranha vez resolve. É sábio retornar a nossos problemas, enfrentá-los, aceitar a promessa de ajuda de Deus, corrigir nossas atitudes e atuar como devemos. 16.13 observamos a três pessoas cometer enganos graves: (1) Sarai, que tomou o assunto em suas próprias mãos e deu uma sirva ao Abrão; (2) Abrão, que levou a cabo o plano mas que, quando as coisas começaram a partir mau, negou-se a participar da resolução do problema; e (3) Agar, que fugiu do problema. Apesar desta caótica situação, Deus demonstrou que sempre pode fazer que as coisas ajudem a bem (Rom 8:28). Sarai e Abrão mesmo assim receberam o filho que tão desesperadamente desejavam, e Deus resolveu o problema do Agar apesar da negativa do Abrão a meter-se na solução do problema. Nenhum problema é muito complicado para Deus se a gente estiver disposto a lhe permitir que o ajude.





Anúncios