- Anúncios -
x

Bibliatodo Comentários


Diário Viver
Ezequiel 9

1. Então, me gritou aos ouvidos com grande voz, dizendo: Fazei chegar os intendentes da cidade, cada um com as suas armas destruidoras na mão.

2. E eis que vinham seis homens a caminho da porta alta, que olha para o norte, cada um com as suas armas destruidoras na mão, e entre eles, um homem vestido de linho, com um tinteiro de escrivão à sua cinta; e entraram e se puseram junto ao altar de bronze.

3. E a glória do Deus de Israel se levantou do querubim sobre o qual estava, até à entrada da casa; e clamou ao homem vestido de linho, que tinha o tinteiro de escrivão à sua cinta.

4. E disse-lhe o SENHOR: Passa pelo meio da cidade, pelo meio de Jerusalém, e marca com um sinal as testas dos homens que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem no meio dela.

5. E aos outros disse, ouvindo eu: Passai pela cidade após ele e feri; não poupe o vosso olho, nem vos compadeçais.

6. Matai velhos, e jovens, e virgens, e meninos, e mulheres, até exterminá-los; mas a todo o homem que tiver o sinal não vos chegueis; e começai pelo meu santuário. E começaram pelos homens mais velhos que estavam diante da casa.

7. E disse-lhes: Contaminai a casa, e enchei os átrios de mortos, e saí. E saíram e feriram na cidade.

8. Sucedeu, pois, que, havendo-os eles ferido, e ficando eu de resto, caí sobre a minha face, e clamei, e disse: Ah! Senhor JEOVÁ! Dar-se-á o caso que destruas todo o restante de Israel, derramando a tua indignação sobre Jerusalém?

9. Então, me disse: A maldade da casa de Israel e de Judá é grandíssima, e a terra se encheu de sangue, e a cidade se encheu de perversidade; eles dizem: O SENHOR deixou a terra, o SENHOR não vê.

10. Pois também, quanto a mim, não poupará o meu olho, nem me compadecerei; sobre a cabeça deles farei recair o seu caminho.

11. E eis que o homem que estava vestido de linho, a cuja cinta estava o tinteiro, tornou com a resposta, dizendo: Fiz como me mandaste.

×
Ezequiel 9

9.1ss Este capítulo apresenta uma descrição do castigo vindouro. Depois que Ezequiel tinha visto o corrupto que se tinha voltado Jerusalém, Deus chamou um homem para salvar à pequena minoria que tinha sido fiel. Depois chamou seis homens para massacrar aos malvados da cidade. Este castigo tinha sido ordenado Por Deus mesmo (9.5-7). 9.2 O tinteiro do tabelião era um objeto comum nos dias do Ezequiel. Incluía um tabuleiro comprido e estreito com uma ranhura que continha o pincel de cana utilizado para escrever sobre pergaminho, papiro ou argila seca. O tabuleiro tinha ocos que continham capas de tinta negra e vermelha que devia ser umedecida antes de usar-se. 9.3 O que é a glória de Deus? É a manifestação do caráter de Deus: seu poder máximo, trascendencia e perfeição moral. O está totalmente por cima do homem e de suas limitações. E mesmo assim se revela assim mesmo às pessoas para que possa adorá-lo e segui-lo. 9.3 "Querubins" são uma ordem de seres angélicos capitalistas criados para glorificar a Deus. associam-se com a absoluta santidade e perfeição moral de Deus. O colocou querubins na entrada do Éden para manter ao Adão e a Eva fora depois de que pecaram (Gen 3:24). Representações de querubins foram utilizadas para decorar o tabernáculo e o templo. A tampa do arca do pacto estava adornada com dois querubins de ouro (Exo 37:6-9). Eram um símbolo da mesma presença de Deus. Os querubins vistos pelo Ezequiel abandonaram o templo junto com a glória de Deus (capítulo 10). Então Ezequiel os reconheceu como os seres divinos que tinha visto em sua primeira visão (veja-se capítulo 1). 9.4, 5 Deus lhe disse ao homem, com o tinteiro de tabelião, que tinha que pôr uma marca naqueles que foram fiéis a Deus. Sua fidelidade foi determinada por sua sensibilidade e dor pelo pecado da nação. Aqueles que tivessem a marca seriam salvos quando os seis homens começassem a destruir aos malvados. Durante o êxodo os israelitas puseram uma marca de sangue em sua porta para que os salvasse do anjo da morte. Nos dias finais, Deus marcará a frente daqueles destinados à salvação (Rev 7:3) e Satanás marcará a seus seguidores (Rev 13:16-17), quem como ele serão destinados à destruição. A promessa de Deus de salvar a seu povo não fica esquecida no meio do castigo. 9.6 Os líderes espirituais ("varões anciões") do Israel promoveram em forma flagrante suas crenças idólatras, e o povo abandonou a Deus e os seguiu. Os líderes espirituais são especialmente responsáveis ante Deus porque lhes encomendou a tarefa de ensinar a verdade (veja-se Jam 3:1). Quando pervertem a mesma, podem apartar a um sinnúmero de pessoas de Deus e inclusive originar a queda de uma nação. portanto, não é de surpreender-se, que quando Deus começou a julgar à nação, começou no templo e seguiu para fora (veja-se 1Pe 4:17). Que triste que no templo, o único lugar aonde não se devia deixar de ensinar a verdade, acostumava-se a mentira. 9.9, 10 O povo disse que o Senhor se partiu e não poderia ver seu pecado. A gente tem muitas explicações convenientes para facilitar seu pecado: "não importa", "todo mundo o faz" ou "ninguém saberá". Se viu dando desculpas pelo pecado? Procurar explicações racionais para o pecado faz que seja mais fácil cometê-lo, mas não convence nem cancela o castigo de Deus.