x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Diário Viver

Efésios 3

1. Por esta causa, eu, Paulo, sou o prisioneiro de Jesus Cristo por vós, os gentios,

2. se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada;

3. como me foi este mistério manifestado pela revelação como acima, em pouco, vos escrevi,

4. pelo que, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo,

5. o qual, noutros séculos, não foi manifestado aos filhos dos homens, como, agora, tem sido revelado pelo Espírito aos seus santos apóstolos e profetas,

6. a saber, que os gentios são co-herdeiros, e de um mesmo corpo, e participantes da promessa em Cristo pelo evangelho;

7. do qual fui feito ministro, pelo dom da graça de Deus, que me foi dado segundo a operação do seu poder.

8. A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar entre os gentios, por meio do evangelho, as riquezas incompreensíveis de Cristo

9. e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério, que, desde os séculos, esteve oculto em Deus, que tudo criou;

10. para que, agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus,

11. segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus, nosso Senhor,

12. no qual temos ousadia e acesso com confiança, pela nossa fé nele.

13. Portanto, vos peço que não desfaleçais nas minhas tribulações por vós, que são a vossa glória.

14. Por causa disso, me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Jesus Cristo,

15. do qual toda a família nos céus e na terra toma o nome,

16. para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais corroborados com poder pelo seu Espírito no homem interior;

17. para que Cristo habite, pela fé, no vosso coração; a fim de, estando arraigados e fundados em amor,

18. poderdes perfeitamente compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade

19. e conhecer o amor de Cristo, que excede todo entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.

20. Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera,

21. a esse glória na igreja, por Jesus Cristo, em todas as gerações, para todo o sempre. Amém!

×

Efésios 3

3.1 Paulo se achava sob arresto domiciliário em Roma por ter pregado a respeito de Cristo. Os líderes religiosos em Jerusalém, sentiam-se ameaçados pelos ensinos de Cristo e não acreditavam que era o Messías. Pressionavam aos romanos para que prendessem o Paulo e o ajuizassem por traição e por originar uma rebelião entre os judeus. Paulo apelou para que seu caso o considerasse o Imperador e estava em espera do julgamento (veja-se Act 28:16-31). Apesar de que se achava sob arresto, Paulo mantinha firme sua crença em que Deus tinha o controle de tudo o que lhe acontecesse. Permite você que as circunstâncias o convençam de que Deus perdeu o controle deste mundo? Como Paulo, recorde que não importa o que aconteça, Deus dirige os acontecimentos mundiais. 3.2, 3 "A administração da graça de Deus" significa a mordomia especial ou o compromisso atribuído ao Paulo. A ele lhe encomendou o trabalho especial de pregar as boas novas aos gentis, o grande plano que Deus lhe tinha revelado. "Como antes o tenho escrito brevemente", possivelmente se refira a uma carta prévia, a qual não conservou a igreja, ou poderia referir-se à primeira parte desta carta (sobre tudo 1.9ss; 2.11ss). 3.5, 6 O plano de Deus não se deu a conhecer as gerações anteriores, não porque Deus queria privar a seu povo de algo, mas sim porque revelaria a todos ao seu devido tempo. Deus planejou ter a judeus e gentis formando um corpo, a Igreja. sabia-se no Antigo Testamento que os gentis receberiam salvação (Isa 49:6), mas nunca se revelou que todos os gentis e os judeus crentes deveriam ser iguais no corpo de Cristo. Esta igualdade se materializou quando Jesus derrubou a "parede intermédia de separação" e criou "um solo e novo homem" (Isa 2:14-15). 3.7 Quando Paulo se converteu em ministro, Deus lhe deu a capacidade de pregar com eficácia o evangelho de Cristo. Não é necessário que você seja um apóstolo nem sequer um evangelista para que Deus lhe dê a oportunidade de dizer a outros o que Cristo é para você. E com a oportunidade, O lhe proverá a habilidade, o valor e o poder. Em qualquer lugar no que se presente a ocasião, esteja preparado diante de Deus. Ao centrar sua atenção na outra pessoa e sua necessidade, Deus lhe comunicará sua atitude solícita e suas palavras serão naturais, amorosas e adequadas. 3.8 Quando Paulo se descreve como "menos que o mais pequeno de todos os Santos", com estas palavras quer expressar que sem a ajuda de Deus, jamais poderá cumprir a obra de Deus. Apesar disto, Deus o escolheu para anunciar o evangelho aos gentis e lhe deu o poder para fazê-lo. Se sentirmos que nosso rol é menor, podemos estar no certo, exceto que esquecemos quão vital Deus pode fazer. Como pode Deus usá-lo? Faça sua parte e cumpra fielmente o papel especial que joga no plano de Deus. 3.9 "A dispensa do mistério" se refere à via do grande plano de Deus de levar a cabo através da igreja e o trabalho do Paulo em demonstrar e ensinar o grande propósito de Deus em Cristo (veja-se 3.2). 3.10 "Principados e potestades nos lugares celestiales" podem ser tanto os anjos testemunhas destes acontecimentos (veja-se 1Pe 1:12), ou possivelmente força hostis opostas a Deus (1Pe 2:2; 1Pe 6:12). 3.12 É um impressionante privilégio nos aproximar de Deus com segurança e acesso com confiança. A maioria nos mostraríamos receosos na presença de um governante poderoso, mas graças a Cristo, podemos entrar diretamente à presença de Deus mediante a oração. Sabemos que nos receberão com os braços abertos porque somos os filhos de Deus através de nossa união com Cristo. Não tema a Deus. lhe fale a respeito de algo. Está esperando lhe ouvir. 3.13 por que as tribulações do Paulo fazem que os efesios se sintam honrados ("as quais são sua glória")? Se Paulo não tivesse pregado o evangelho, não estaria no cárcere, portanto, os efesios não teriam ouvido as boas novas nem tampouco se converteram. Como uma mãe que sofre os dores de parto a fim de trazer uma nova vida ao mundo, Paulo suportou a perseguição a fim de trazer novos crentes a Cristo. Obedecer a Cristo não sempre é fácil. O chama a tomar sua cruz e lhe seguir (Mat 16:24), ou seja, estar dispostos a tolerar a dor ao grau que a mensagem de Deus de salvação chegue a todo mundo. Devemos nos sentir honrados de que outros sofressem e se sacrificassem por nós para que recebêssemos bênção. 3.14, 15 A grande família de Deus inclui a todos os que acreditaram no no passado, os que o têm feito no presente e os que o farão no futuro. Todos somos uma família porque temos a um mesmo Pai. O é a fonte de toda a criação, o dono legítimo de cada coisa. Deus promete seu amor e poder a sua família, a Igreja (3.16-21); se queremos receber suas bênções, é importante que nos mantenhamos em contato com outros crentes no corpo de Cristo. Quem se aíslan da família de Deus e tratam de seguir sozinhos, privam-se do poder de Deus. 3.17-19 O amor de Deus é total, diz Paulo. Chega até os últimos rincões de nossa experiência. A largura do amor de Deus continua através de toda nossa vida e chega a todo mundo. A longitude do amor de Deus nos segue através de nossas vidas. A profundidade do amor de Deus chega ao mais profundo do desalento, o desespero e até a morte. A altura do amor de Deus se eleva à cúpula de nossa aclamação e júbilo. Quando se sentir excluído ou isolado, recorde que nada o separará do amor de Deus. Para outra oração do amor incomensurável de Deus, veja-as palavras do Paulo em Rom 8:38-39. 3.19 "A plenitude de Deus" se expressa completa e somente em Cristo (Col 2:9-10). Estamos completos por nossa união com Cristo e a capacitação que o Espírito Santo nos deu. Temos por inteiro a Deus a nossa disposição, mas nos devemos apropriar isso pela fé e as orações, cada dia, ao viver para O. A oração do Paulo pelos efesios é também para você. Pode pedir que o Espírito Santo encha ao máximo cada aspecto de sua vida. 3.20, 21 Esta doxología, hino de louvor a Deus, põe fim à primeira parte do Efesios. Na primeira seção, Paulo descreve o papel eterno da Igreja. Na segunda parte (capítulos 4-6), explicará como os membros da Igreja devem viver a fim de obter a unidade que Deus deseja. Como na maioria de suas cartas, Primeiro Paulo estabelece o fundamento doutrinal, logo apresenta aplicações práticas das verdades que detalhou. NOSSAS VIDAS ANTES E DESPUES DE CRISTO Antes Mortos em delitos e pecados Filhos de ira Inimigos de Deus Seguidores da corrente deste mundo Escravos de Satanás Depois Vivos com Cristo Com a misericórdia de Deus e salvos diante de Cristo e a verdade Filhos de Deus Livres em Cristo para amar, servir e nos sentar com O Fazíamos a vontade da carne e dos pensamentos Ressuscitados para glória






Anúncios