x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Diário Viver
Amós 1

1. As palavras de Amós, que estava entre os pastores de Tecoa, o que ele viu a respeito de Israel, nos dias de Uzias, rei de Judá, e nos dias de Jeroboão, filho de Joás, rei de Israel, dois anos antes do terremoto.

2. E disse: O SENHOR bramará de Sião e de Jerusalém dará a sua voz; nas habitações dos pastores haverá pranto, e secar-se-á o cume do Carmelo.

3. Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Damasco e por quatro, não retirarei o castigo, porque trilharam a Gileade com trilhos de ferro.

4. Por isso, porei fogo à casa de Hazael, e ele consumirá os palácios de Ben-Hadade.

5. E quebrarei o ferrolho de Damasco e exterminarei o morador de Biqueate-Áven e ao que tem o cetro de Bete-Éden; e o povo da Síria será levado em cativeiro a Quir, diz o SENHOR.

6. Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Gaza e por quatro, não retirarei o castigo, porque levaram em cativeiro todos os cativos para os entregarem a Edom.

7. Por isso porei fogo ao muro de Gaza, e ele consumirá os seus palácios.

8. E exterminarei o morador de Asdode e o que tem o cetro de Asquelom e tornarei a minha mão contra Ecrom; e o resto dos filisteus perecerá, diz o Senhor JEOVÁ.

9. Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Tiro e por quatro, não retirarei o castigo, porque entregaram todos os cativos a Edom e não se lembraram da aliança dos irmãos.

10. Por isso, porei fogo ao muro de Tiro, e ele consumirá os seus palácios.

11. Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Edom e por quatro, não retirarei o castigo, porque perseguiu a seu irmão à espada e baniu toda a misericórdia; e a sua ira despedaça eternamente, e retém a sua indignação para sempre.

12. Por isso, porei fogo a Temã, e ele consumirá os palácios de Bozra.

13. Assim diz o SENHOR: Por três transgressões dos filhos de Amom e por quatro, não retirarei o castigo, porque fenderam as grávidas de Gileade, para dilatarem os seus termos.

14. Por isso, porei fogo ao muro de Rabá, e ele consumirá os seus palácios, com alarido no dia da batalha, com tempestade no dia da tormenta.

15. E o seu rei irá para o cativeiro, ele e os seus príncipes juntamente, diz o SENHOR.

×
Amós 1

AMOS foi profeta do Israel (o reino do norte) desde 760-750 a.C. Ambiente da época: Israel desfrutava de prosperidade econômica e paz. Isto provocou que a sociedade se voltasse egoísta e materialista. Enriquecido-los não tinham em conta as necessidades dos menos afortunados. O povo se centrava em si mesmo e sentia indiferença para Deus. Mensagem principal: Amós falou contra os que exploravam ou esqueciam aos necessitados. Importância da mensagem: Acreditar em Deus é algo mais que um assunto pessoal. Deus faz um chamado para que todos os crentes trabalhem contra a injustiça da sociedade e para que ajudem aos menos afortunados. Profetas contemporâneos: Jonás (793-753) Oseas (753-715) 1.1 Amós era pastor e cultivava figueiras no reino do sul (Judá), mas profetizou no reino do norte (Israel). Israel estava politicamente na cúpula de seu poder e sua economia era muito próspera. Entretanto, a nação se corrompeu espiritualmente. adoravam-se ídolos em toda a terra e sobre tudo no Bet-o, onde se supunha que se encontrasse o centro religioso da nação. Ao igual a Oseas, Deus enviou ao Amós para denunciar a corrupção social e religiosa do povo. Aproximadamente 30 ou 40 anos depois que Amós profetizou, Assíria destruiu a cidade capital, Samaria, e conquistou a nação (722 a.C.). Uzías reinou no Judá desde 792-740 a.C.; Jeroboam II reinou no Israel desde 793-753. 1.1 Tecoa, a terra natal do Amós, estava localizada na escarpada nação ovejera do Judá, a 16 km de Jerusalém. Muito antes de que Amós nascesse, uma mulher da Tecoa fez que Davi se reconciliasse com o Absalón, seu filho rebelde (2Sa 14:1-23). 1.1 Amós cuidava ovelhas, um trabalho muito pouco "espiritual", entretanto, converteu-se em um instrumento para levar a mensagem de Deus. Talvez seu trabalho não o faça sentir-se "espiritual" nem com êxito, mas é um de fundamental importância se estiver no lugar que Deus quer. O pode obrar através de você para realizar coisas extraordinárias, sem importar quão comum seja sua ocupação. 1.1 O profeta Zacarías e outras narrações históricas desta época mencionam um terremoto (Zec 14:5). 1.2 Na Bíblia, freqüentemente a Deus lhe representa como um pastor e seu povo como ovelhas. Como pastor, dirige e protege às ovelhas. Entretanto, também se descreve como um leão feroz, preparado para devorar aos malvados e infiéis (Hos 11:10). 1.2 Carmelo significa campo frutífero. Era uma região muito fértil. Para que este lugar se secasse, a seca devia ser muito severo. 1.3 Damasco era a capital de Síria. No passado, Síria foi um dos inimigos acérrimos do Israel. depois da derrota de Síria, por Assíria, em 802 a.C. (2Ki 16:9), Damasco já não representou uma verdadeira ameaça. 1.3-2.6 Amós pronunciou o castigo de Deus às nações que rodeavam as fronteiras do Israel, inclusive Judá. Possivelmente o povo do Israel se alegrou quando escutou a reprimenda ditada contra aquelas nações. Mas mais tarde Amós proclamou o castigo de Deus sobre o Israel. Não puderam encontrar desculpas para seu pecado, já que pensavam que os pecados de seus vizinhos eram piores. Deus não faz distinção entre as pessoas. Deus julga a todos por igual, com justiça e imparcialidade. 1.3-2.6 A acusação de que estas nações "tinham pecado uma e outra vez" ecoa nestes versículos, ao avaliar Deus nação detrás nação. Cada uma se negou a cumprir com os mandamentos de Deus. O pecado está acostumado a voltar-se parte de nosso estilo de vida. Evitar ou negar o problema não nos ajudará. Devemos começar o processo de mudança confessando nossos pecados a Deus, e lhe pedindo que nos perdoe. Do contrário, não temos outra esperança mas que continuar pecando. 1.4 A casa do Hazael se refere ao reino de Síria. Ben-adad foi o filho do Hazael (2Ki 13:24). 1.5 Os sírios foram escravos no Kir e agora estavam livres (9.7). Decretar que os sírios retornassem ao Kir era como dizer que os israelitas deviam voltar para o Egito como escravos (Exodo 1). 1.7, 8 Asdod, Ecrón, Gaza e Ascalón eram quatro das cinco cidades principais de Filistéia, um inimigo que freqüentemente ameaçava ao Israel. A quinta cidade, Gad, já se tinha destruído. portanto, Amós lhe dizia que toda a nação de Filistéia seria destruída por seus pecados. 1.9 Tiro era uma das duas cidades principais de Fenícia. feito-se alguns tratados com esta cidade devido a que lhes proporcionava madeira de cedro para construir o palácio do Davi e o templo de Deus (2Sa 5:11; 2 Rsseis 5). 1.11, 12 Tanto Edom como o Israel descendiam do Isaque. Edom do Esaú, filho do Isaque, e Israel do irmão gêmeo do Esaú, Jacó (Gen 25:19-28; Gen 25:27). Mas estas duas nações, ao igual aos dois irmãos, sempre estiveram em conflito. Edom se regozijou pela desgraça do Israel. Como resultado, Deus prometeu destruir ao Edom totalmente, desde o Temán no sul, até a Bosra no norte. 1.13-15 Os amorreos descendiam da relação incestuosa do Lot e sua filha menor (Gen 19:30-38). Eram hostis com o Israel, e apesar de que o Israel começou a adorar seus ídolos, continuaram atacando (Jdg 10:6-8). depois de que Saul foi ungido rei do Israel, sua primeira vitória em batalha foi contra os amorreos (1 Smamuel 11). Rabá era a cidade capital do Amón. A profecia do Amós sobre a destruição do Amón se cumpriu por meio da invasão de Assíria.





Anúncios