x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Notas RV 1995 - Comentário da Versão Reina Valera
Esdras 1

1. No primeiro ano de Ciro, rei da Pérsia (para que se cumprisse a palavra do SENHOR, pela boca de Jeremias), despertou o SENHOR o espírito de Ciro, rei da Pérsia, o qual fez passar pregão por todo o seu reino, como também por escrito, dizendo:

2. Assim diz Ciro, rei da Pérsia: O SENHOR Deus dos céus me deu todos os reinos da terra, e me encarregou de lhe edificar uma casa em Jerusalém, que está em Judá.

3. Quem há entre vós, de todo o seu povo, seja seu Deus com ele, e suba a Jerusalém, que está em Judá, e edifique a casa do SENHOR Deus de Israel (ele é o Deus) que está em Jerusalém.

4. E todo aquele que ficar atrás em algum lugar em que andar peregrinando, os homens do seu lugar o ajudarão com prata, com ouro, com bens, e com gados, além das dádivas voluntárias para a casa de Deus, que está em Jerusalém.

5. Então se levantaram os chefes dos pais de Judá e Benjamim, e os sacerdotes e os levitas, com todos aqueles cujo espírito Deus despertou, para subirem a edificar a casa do SENHOR, que está em Jerusalém.

6. E todos os que habitavam nos arredores lhes firmaram as mãos com vasos de prata, com ouro, com bens e com gado, e com coisas preciosas; além de tudo o que voluntariamente se deu.

7. Também o rei Ciro tirou os utensílios da casa do SENHOR, que Nabucodonosor tinha trazido de Jerusalém, e que tinha posto na casa de seus deuses.

8. Estes tirou Ciro, rei da Pérsia, pela mão de Mitredate, o tesoureiro, que os entregou contados a Sesbazar, príncipe de Judá.

9. E este é o número deles: trinta travessas de ouro, mil travessas de prata, vinte e nove facas,

10. Trinta bacias de ouro, mais outras quatrocentas e dez bacias de prata, e mil outros utensílios.

11. Todos os utensílios de ouro e de prata foram cinco mil e quatrocentos; todos estes levou Sesbazar, quando os do cativeiro subiram de Babilônia para Jerusalém.

×
Esdras 1

Notas do Capítulo: [1] 1.1 O primeiro ano do Ciro: o ano 538 a.C., quer dizer, um ano depois da conquista de Babilônia no 539 a.C. Veja-se Dn 1.21 N. [2] 1.1 Cf. 2 Cr 36.21; Jr 25.11; 29.10. [3] 1.1 Despertou Jeová o espírito: expressão que designa um impulso ou inspiração proveniente do Senhor. Ao atribuir esta decisão política do Ciro a uma inspiração divina, o texto mostra não só que o Senhor é o Deus do Israel, mas também que o mundo inteiro está sob seu domínio. Cf. Is 41.25; 44.28; 45.1,13. Veja-se também Jr 27.5 nota H. [4] 1.1 Este decreto foi proclamado em todos os lugares onde havia comunidades de exilados judeus. Tal decreto concordava com a política persa de respeito pelos cultos nacionais, sempre e quando não comprometessem a lealdade ao império. No Ed 6.3-5 se encontra outra versão deste decreto, redigida em aramaico. Veja-se Ed 4.7 nota L. [5] 1.2 Is 41.25; 44.28; 45.1-4,13. [6] 1.4 O V. 5 relaciona a estes sobreviventes com as famílias do Judá e de Benjamim. Terá que notar, entretanto, que antes e depois da destruição da Samaria (cf. 2 Rs 17.1-6) incorporaram-se à tribo do Judá membros de outras tribos e famílias israelitas (cf. 1 Cr 9.3; 2 Cr 11.16; 30.11; 31.6). [7] 1.6 Cf. Ex 11.2-3. [8] 1.7 2 Rs 24.13; 25.13-16; 2 Cr 36.10,18. [9] 1.8 Sesbasar dirigiu o primeiro grupo de exilados que retornaram de Babilônia a Jerusalém e pôs os alicerces para a reconstrução do templo de Jerusalém. Algumas vezes o identificou com o Senazar, o filho do Jeconías, rei do Judá (cf. 1 Cr 3.18), e outras, sem nenhuma prova convincente, com o Zorobabel (cf. Ed 2.2; 3.8; 4.2; 5.2). Como aparece mencionado muito poucas vezes (Ed 1.11; 5.14,16), é difícil ter sabor de ciência certa quem era Sesbasar e que papel desempenhou na restauração do Israel depois do exílio. [10] 1.11 Note-a diferença entre a soma dos utensílios devolvidos e o resultado total. Esta diferença poderia explicar-se pela maneira como o autor utilizou sua fonte de informação: nos V. 9-10 incluiu sozinho uma parte do inventário completo, enquanto que no V. 11 pôs o total, que dava cinco mil e quatrocentos. [11] 1.11 Ed 7.8-9.





Anúncios