x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Notas RV 1995 - Comentário da Versão Reina Valera
Efésios 1

1. Paulo, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, aos santos que estão em Éfeso, e fiéis em Cristo Jesus:

2. A vós graça, e paz da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo!

3. Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo;

4. Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;

5. E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade,

6. Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado,

7. Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça,

8. Que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência;

9. Descobrindo-nos o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que propusera em si mesmo,

10. De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra;

11. Nele, digo, em quem também fomos feitos herança, havendo sido predestinados, conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade;

12. Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo;

13. Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa.

14. O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória.

15. Por isso, ouvindo eu também a fé que entre vós há no Senhor Jesus, e o vosso amor para com todos os santos,

16. Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações:

17. Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação;

18. Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos;

19. E qual a sobreexcelente grandeza do seu poder sobre nós, os que cremos, segundo a operação da força do seu poder,

20. Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos, e pondo-o à sua direita nos céus.

21. Acima de todo o principado, e poder, e potestade, e domínio, e de todo o nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro;

22. E sujeitou todas as coisas a seus pés, e sobre todas as coisas o constituiu como cabeça da igreja,

23. Que é o seu corpo, a plenitude daquele que cumpre tudo em todos.

×
Efésios 1

Notas do Capítulo: [1] 1.1-2 Sobre o saudação, vejam-se Rm 1.1-7 N. e Introdução às epístolas. [2] 1.1 Apóstolo: Veja-se Gl 1.1 N. [3] 1.1 Aos Santos: Veja-se Rm.1.6-7 N. [4] 1.1 Éfeso: Veja-se Introdução. [5] 1.3-14 Esta seção, junto com 1.15-23, inclui elementos da ação de obrigado e louvor (veja-se Introdução às epístolas ) e da exposição doutrinal. emprega-se uma linguagem poética que, em parte, parece provir de hinos e profissões de fé da igreja primitiva (veja-se Cl 1.15-20 N.). Constitui um resumo do plano de salvação realizado em Cristo, como uma visão antecipada dos ensinos contidos em toda a carta. [6] 1.3 Bendito... toda bênção: O mesmo verbo em grego significa elogiar e benzer. As palavras bendito, benzeu e bênção em grego, como em castelhano, provêm da mesma raiz. [7] 1.3 Nos lugares celestiales: isto é, nessa nova vida do cristão, que vive para Deus. Esta expressão aparece sozinho nesta epístola (aqui e em 1.20; 2.6; 3.10; 6.12), e destaca os benefícios obtidos pela vitória de Cristo (1.4-14; veja-se 1.21-22 N.) [8] 1.4 Sem mancha: ou sem defeito. Cf. Ef 5.27; Cl 1.22; Jd 24. A mesma expressão se aplicava aos animais oferecidos em sacrifício (Ex 12.5; Lv 1.3,10; Hb 9.14; 1 Pe 1.19; cf. Rm 12.1). [9] 1.4-5 Para que fôssemos... ele. Por seu amor... adotados: outra possível tradução: para que, consagrados a ele e sem culpa, estejamos em sua presença no amor. Tinha-nos destinado a ser adotados. [10] 1.5 Adotados filhos deles: Ao nos adotar como filhos, Deus realmente nos faz filhos deles e herdeiros dos bens prometidos a seu povo (veja-se Ef 1.11 N.; cf. V. 14; 2.5, e veja-se também Rm 8.15 nota o ). [11] 1.4-5 Cf. Rm 8.29-30. [12] 1.5 Por meio do Jesus Cristo: Cristo é a meta para a qual Deus nos ordenou. Cf. Cl 1.16,20. [13] 1.6 Louvor... graça: Cf. 1.12,14. [14] 1.6 O Amado: título messiânico; MT 3.17; 17.5; Cl 1.13. [15] 1.7-8 Por seu sangue: isto é, por sua morte redentora na cruz; cf. Lv 1.3-17; Cl 1.14; Hb 9.11-14. [16] 1.7-8 Perdão de pecados: Veja-se Rm 3.24 nota S. [17] 1.8 Cl 1.9. Fez superabundar para conosco: outra possível tradução: atuando com. Esta frase também pode unir-se ao V. seguinte. [18] 1.9 O mistério (gr. mysterion ): Trata-se do intuito de Deus, antes oculto mas agora revelado, expresso em 1.10 (cf. 1.22-23; 3.4-6; Rm 16.25; Cl 1.26; veja-se também Concordância temática ). [19] 1.10 O cumprimento dos tempos estabelecidos: Gl 4.4; Tt 1.3. Esta expressão se refere ao tempo inaugurado por Cristo. [20] 1.10 Cf. Cl 1.16,20. [21] 1.11 Tivemos herança: Isto inclui o pertencer ao povo de Deus e o ter a esperança em relação às promessas futuras. Cf. Dt 7.6; 32.9; Rm 8.17; Gl 3.29; 4.7; Ef 1.14,18. [22] 1.12 Nós: Aqui, e provavelmente no V. 11, Paulo parece referir-se aos judeus, em contraste com o vós do V. 13, referido aos gentis (cf. Ef 2.11; 3.1). [23] 1.12 Os que primeiro esperávamos em Cristo: os primeiros crentes, que eram judeus. Outra possível tradução: os que já esperávamos em Cristo (ou no Messías ), com referência à esperança messiânica. [24] 1.13 Selados: isto é assinalados como posse de Deus. Quanto ao dom do Espírito, cf. 2 CO 1.22; Ef 4.30. Da promessa: Cf. Lc 24.49; Jo 14.26; At 1.4; 2.33. [25] 1.14 Os penhor: Veja-se 2 CO 1.22 nota S. [26] 1.14 A posse adquirida: Veja-se Ef 1.11 N. [27] 1.15 Cl 1.4. [28] 1.16-17 Cl 1.9. [29] 1.17 Conhecimento: Veja-se Jo 17.3 N.; cf. Cl 1.9. [30] 1.18 Cf. At 20.32; Cl 1.12; 3.24. Herança: Veja-se Ef 1.11 N. [31] 1.19-20 Cf. 2 CO 13.4; Cl 2.12. [32] 1.20 Sentando-o a sua direita: O sítio de honra e de poder (cf. Sl 110.1). Lugares celestiales: Veja-se Ef 1.3 nota G. [33] 1.21-22 Cl 1.16; 2.10; 1 Pe 3.21-22; cf. Ef 6.12. refere-se aos poderes espirituais que dominam o universo, que estão agora submetidos a Cristo. Cf. Ef 3.10. [34] 1.22-23 Cl 1.18; cf. Rm 12.5; 1 CO 12.27. [35] 1.23 A plenitude daquele que todo o enche em tudo: lit. de quem ela é plenitude. Quer dizer, a igreja recebe de Cristo tudo o que tem. Por meio dela ele exerce toda sua ação salvadora. Outras possíveis traduções: onde está Cristo com toda sua plenitude (no sentido de que Cristo, com a plenitude de seus dons, faz-se presente na igreja), ou de quem ela é complemento (quer dizer, com Cristo como cabeça, forma um corpo completo).





Anúncios