x

Bibliatodo Comentários

Anúncios


Notas RV 1995 - Comentário da Versão Reina Valera
Deuteronômio 1

1. Estas são as palavras que Moisés falou a todo o Israel além do Jordão, no deserto, na planície defronte do Mar Vermelho, entre Parã e Tófel, e Labã, e Hazerote, e Di-Zaabe.

2. Onze jornadas há desde Horebe, caminho do monte Seir, até Cades-Barnéia.

3. E sucedeu que, no ano quadragésimo, no mês undécimo, no primeiro dia do mês, Moisés falou aos filhos de Israel, conforme a tudo o que o SENHOR lhe mandara acerca deles.

4. Depois que feriu a Siom, rei dos amorreus, que habitava em Hesbom, e a Ogue, rei de Basã, que habitava em Astarote, em Edrei.

5. Além do Jordão, na terra de Moabe, começou Moisés a declarar esta lei, dizendo:

6. O SENHOR nosso Deus nos falou em Horebe, dizendo: Assaz vos haveis demorado neste monte.

7. Voltai-vos, e parti, e ide à montanha dos amorreus, e a todos os seus vizinhos, à planície, e à montanha, e ao vale, e ao sul, e à margem do mar; à terra dos cananeus, e ao Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates.

8. Eis que tenho posto esta terra diante de vós; entrai e possuí a terra que o SENHOR jurou a vossos pais, Abraão, Isaque e Jacó, que a daria a eles e à sua descendência depois deles.

9. E no mesmo tempo eu vos falei, dizendo: Eu sozinho não poderei levar-vos.

10. O SENHOR vosso Deus já vos tem multiplicado; e eis que em multidão sois hoje como as estrelas do céu.

11. O SENHOR Deus de vossos pais vos aumente, ainda mil vezes mais do que sois; e vos abençoe, como vos tem falado.

12. Como suportaria eu sozinho os vossos fardos, e as vossas cargas, e as vossas contendas?

13. Tomai-vos homens sábios e entendidos, experimentados entre as vossas tribos, para que os ponha por chefes sobre vós.

14. Então vós me respondestes, e dissestes: Bom é fazer o que tens falado.

15. Tomei, pois, os chefes de vossas tribos, homens sábios e experimentados, e os tenho posto por cabeças sobre vós, por capitães de milhares, e por capitães de cem, e por capitães de cinqüenta, e por capitães de dez, e por governadores das vossas tribos.

16. E no mesmo tempo mandei a vossos juízes, dizendo: Ouvi a causa entre vossos irmãos, e julgai justamente entre o homem e seu irmão, e entre o estrangeiro que está com ele.

17. Não discriminareis as pessoas em juízo; ouvireis assim o pequeno como o grande; não temereis a face de ninguém, porque o juízo é de Deus; porém a causa que vos for difícil fareis vir a mim, e eu a ouvirei.

18. Assim naquele tempo vos ordenei todas as coisas que havíeis de fazer.

19. Então partimos de Horebe, e caminhamos por todo aquele grande e tremendo deserto que vistes, pelo caminho das montanhas dos amorreus, como o SENHOR nosso Deus nos ordenara; e chegamos a Cades-Barnéia.

20. Então eu vos disse: Chegados sois às montanhas dos amorreus, que o SENHOR nosso Deus nos dá.

21. Eis aqui o SENHOR teu Deus tem posto esta terra diante de ti; sobe, toma posse dela, como te falou o SENHOR Deus de teus pais; não temas, e não te assustes.

22. Então todos vós chegastes a mim, e dissestes: Mandemos homens adiante de nós, para que nos espiem a terra e, de volta, nos ensinem o caminho pelo qual devemos subir, e as cidades a que devemos ir.

23. Isto me pareceu bem; de modo que de vós tomei doze homens, de cada tribo um homem.

24. E foram-se, e subiram à montanha, e chegaram até ao vale de Escol, e o espiaram.

25. E tomaram do fruto da terra nas suas mãos, e no-lo trouxeram e nos informaram, dizendo: Boa é a terra que nos dá o SENHOR nosso Deus.

26. Porém vós não quisestes subir; mas fostes rebeldes ao mandado do SENHOR nosso Deus.

27. E murmurastes nas vossas tendas, e dissestes: Porquanto o SENHOR nos odeia, nos tirou da terra do Egito para nos entregar nas mãos dos amorreus, para destruir-nos.

28. Para onde subiremos? Nossos irmãos fizeram com que se derretesse o nosso coração, dizendo: Maior e mais alto é este povo do que nós, as cidades são grandes e fortificadas até aos céus; e também vimos ali filhos dos gigantes.

29. Então eu vos disse: Não vos espanteis, nem os temais.

30. O SENHOR vosso Deus que vai adiante de vós, ele pelejará por vós, conforme a tudo o que fez convosco, diante de vossos olhos, no Egito;

31. Como também no deserto, onde vistes que o SENHOR vosso Deus nele vos levou, como um homem leva seu filho, por todo o caminho que andastes, até chegardes a este lugar.

32. Mas nem por isso crestes no SENHOR vosso Deus,

33. Que foi adiante de vós por todo o caminho, para vos achar o lugar onde vós deveríeis acampar; de noite no fogo, para vos mostrar o caminho por onde havíeis de andar, e de dia na nuvem.

34. Ouvindo, pois, o SENHOR a voz das vossas palavras, indignou-se, e jurou, dizendo:

35. Nenhum dos homens desta maligna geração verá esta boa terra que jurei dar a vossos pais.

36. Salvo Calebe, filho de Jefoné; ele a verá, e a terra que pisou darei a ele e a seus filhos; porquanto perseverou em seguir ao SENHOR.

37. Também o SENHOR se indignou contra mim por causa de vós, dizendo: Também tu lá não entrarás.

38. Josué, filho de Num, que está diante de ti, ele ali entrará; fortalece-o, porque ele a fará herdar a Israel.

39. E vossos meninos, de quem dissestes: Por presa serão; e vossos filhos, que hoje não conhecem nem o bem nem o mal, eles ali entrarão, e a eles a darei, e eles a possuirão.

40. Porém vós virai-vos, e parti para o deserto, pelo caminho do Mar Vermelho.

41. Então respondestes, e me dissestes: Pecamos contra o SENHOR; nós subiremos e pelejaremos, conforme a tudo o que nos ordenou o SENHOR nosso Deus. E armastes-vos, cada um de vós, dos seus instrumentos de guerra, e estivestes prestes para subir à montanha.

42. E disse-me o SENHOR: Dize-lhes: Não subais nem pelejeis, pois não estou no meio de vós; para que não sejais feridos diante de vossos inimigos.

43. Porém, falando-vos eu, não ouvistes; antes fostes rebeldes ao mandado do SENHOR, e vos ensoberbecestes, e subistes à montanha.

44. E os amorreus, que habitavam naquela montanha, vos saíram ao encontro; e perseguiram-vos como fazem as abelhas e vos derrotaram desde Seir até Horma.

45. Tornando, pois, vós, e chorando perante o SENHOR, o SENHOR não ouviu a vossa voz, nem vos escutou.

46. Assim permanecestes muitos dias em Cades, pois ali vos demorastes muito.

×
Deuteronômio 1

Notas do Capítulo: [1] 1.1 O Arará é a concha ou depressão que se estende ao sul do Mar do Cineret ou Genesaret e que se divide em três partes: o curso do rio Jordão, a região do Mar Morto (cuja superfície está a 392 m por debaixo do nível do mar e que no Dt 3.17 se chama mar de Arará ) e a franja que chega até o Golfo da Aqaba, no Mar Vermelho (Dt 2.1,8). [2] 1.2 Horeb é o nome que se dá sempre no Deuteronomio ao monte Sinaí, com a só exceção de 33.2. [3] 1.2 Seir : Zona montanhosa ao sudeste da Palestina, onde habitavam os edomitas. Cf. Gn 36.8; Dt 2.22. [4] 1.2 Cades-barnea : Veja-se Nm 13.26 N. [5] 1.3 Aos quarenta anos , da saída do Egito. Cf. Ex 13.17-18. [6] 1.4 A derrota destes dois reis se relata no Nm 21.21-35. [7] 1.5 Em terra do Moab : Veja-se Nm 22.1 N.; cf. Nm 35.1. [8] 1.6 Aqui começa o primeiro discurso do Moisés, que consta de duas partes: a primeira é um resumo dos acontecimentos vividos pelo Israel desde sua partida do Horeb até a chegada à região do Moab (Dt 1.6--3.29); a segunda é uma exortação a escutar a voz do Jeová e a cumprir seus mandamentos (Dt 4.1-40). [9] 1.7 O término amorreo se emprega, às vezes, para designar aos cananeos em geral. Veja-se Nm 21.21 N. [10] 1.7 Os vales , Hebreus Sefela , são as terras baixas da Palestina, entre a zona montanhosa e o Mediterrâneo. [11] 1.7 Aqui se indicam as fronteiras ideais do território atribuído ao Israel: o vale do Jordão até a costa do Mediterrâneo pelo oeste, e até as montanhas do Líbano e o rio Éufrates pelo norte e o nordeste. Veja-se Sl 80.8-13 N. [12] 1.9-13 Cf. Nm 11.14-17. [13] 1.15 Ex 18.25. [14] 1.17 O julgamento é de Deus : 2 Cr 19.6-7; PV 16.33. [15] 1.24 Nm 13.23-24. [16] 1.26 Dt 9.23; Hb 3.16. [17] 1.28 Muradas até o céu: outra possível tradução: Rodeadas de muito altos muralhas. [18] 1.28 Anac : Veja-se Nm 13.33 N. [19] 1.29-30 Ex 14.13-14. [20] 1.31 At 13.17-18. [21] 1.32 Hb 3.19. [22] 1.33 Ex 13.21-22. [23] 1.34-35 Hb 3.17-18. [24] 1.37 Dt 3.25-26; 32.51-52. Veja-se também Nm 20.12 N. [25] 1.39 Que não sabem hoje o bom nem o mau : quer dizer, Que ainda não têm uso de razão.





Anúncios