x

Bíblia Paralela

Anúncios


Gênesis 31

1. Jacó foge de Labão Jacó soube que os filhos de Labão diziam: ""Jacó pegou tudo o que pertencia ao nosso pai, e foi às custas de nosso pai que se enriqueceu"".

2. Jacó observou o rosto de Labão e percebeu que ele já não o tratava como antes.

3. Javé disse a Jacó: ""Volte para a terra de seus pais, para a sua pátria, e eu estarei com você"".

4. Jacó chamou então Raquel e Lia para que fossem ao campo onde ele estava com o rebanho.

5. E lhes disse: ""Observei o rosto do pai de vocês, que já não me trata como antes. Mas o Deus de meu pai está comigo.

6. Vocês sabem que servi o pai de vocês com todas as minhas forças.

7. Mas o pai de vocês me enganou, mudando dez vezes o meu salário. Deus, porém, não permitiu que ele me fizesse mal.

8. Cada vez que ele dizia: O que for pintado será o seu salário, aí todos os animais davam crias pintadas; e cada vez que me dizia: O que for listrado será o seu salário, então todos os animais davam crias listradas.

9. E assim Deus tirou dele o rebanho e o deu a mim.

10. Aconteceu que, ao chegar o tempo em que os animais entram no cio, ergui os olhos e vi em sonho que todos os machos que cobriam as fêmeas eram listrados, malhados ou pintados.

11. O anjo de Deus me disse em sonho: Jacó. E eu respondi: Aqui estou.

12. O anjo disse: Levante os olhos e veja! Todos os machos que cobrem as fêmeas são listrados, malhados ou pintados. Eu vi o que Labão está fazendo com você.

13. Eu sou o Deus que apareceu a você em Betel, onde você ungiu uma estela e me fez um voto. Agora levante-se, saia desta terra e volte para a sua pátria "".

14. Raquel e Lia disseram a Jacó: ""Nós teríamos direito a um dote e a uma herança na casa de nosso pai.

15. No entanto, ele nos trata como estrangeiras, porque nos vendeu e, ainda por cima, acabou com o nosso dinheiro.

16. Sim, toda a riqueza que Deus retirou de nosso pai pertence a nós e a nossos filhos. Portanto, faça agora tudo o que Deus disse a você"".

17. Então Jacó se levantou, fez seus filhos e mulheres montarem sobre os camelos

18. e, guiando todo o rebanho e todos os bens que tinha adquirido em Padã-Aram, partiu para a casa do seu pai Isaac, na terra de Canaã.

19. Enquanto Labão foi tosquiar o rebanho, Raquel roubou os ídolos domésticos que pertenciam a seu pai.

20. Jacó, disfarçando na frente de Labão, o arameu, fugiu sem que ele suspeitasse.

21. Fugiu levando tudo o que possuía. Atravessou o rio e foi para a região montanhosa de Galaad.

22. Labão persegue Jacó Três dias depois, informaram a Labão que Jacó havia fugido.

23. Labão tomou consigo seus irmãos e, perseguindo Jacó durante sete dias, alcançou-o na região montanhosa de Galaad.

24. Deus visitou Labão, o arameu, numa visão noturna, e lhe disse: ""Cuidado com o que você vai dizer a Jacó"".

25. Labão alcançou Jacó, que tinha armado a tenda na região montanhosa, e armou sua tenda na região montanhosa de Galaad.

26. Labão disse a Jacó: ""O que você fez? Por que me enganou, levando embora minhas filhas como se fossem prisioneiras de guerra?

27. Por que fugiu às escondidas, sem me dizer nada? Eu teria despedido você com festas, cantos, tamborins e liras.

28. Você sequer me deixou beijar minhas filhas e netos. Você foi muito insensato.

29. Eu poderia causar-lhe dano, mas o Deus de seu pai, na noite passada, me falou: Cuidado com o que você vai dizer a Jacó.

30. E se você partiu porque sentiu saudades da casa paterna, por que roubou meus deuses?""

31. Jacó respondeu a Labão: ""Fiquei com medo, pensando que você iria tirar suas filhas de mim.

32. Mas aquele com quem você encontrar seus deuses não ficará vivo. Diante de minha gente, se você descobrir algo que lhe pertence, pegue-o"". De fato, Jacó não sabia que era Raquel quem os havia roubado.

33. Labão foi procurar na tenda de Jacó, depois na tenda de Lia, e por fim na tenda das duas servas, e nada encontrou. Enquanto saía da tenda de Lia para entrar na de Raquel,

34. Raquel pegou os ídolos domésticos, colocou-os na sela do camelo e sentou-se em cima. Labão revirou toda a tenda e nada encontrou.

35. Raquel disse a seu pai: ""Que meu senhor não fique bravo porque eu não me levanto em sua presença: é que me veio o incômodo das mulheres"". Labão procurou e não encontrou os ídolos.

36. Jacó ficou furioso e começou a discutir com Labão: ""Que crime cometi e qual é a minha falta para você me perseguir?

37. Você revirou todas as minhas coisas: encontrou, por acaso, alguma coisa sua? Coloque-a aqui, diante de minha gente e sua gente, e que eles julguem entre nós dois.

38. Veja bem! Estou há vinte anos com você, suas ovelhas e cabras não abortaram e eu não comi os cordeiros do seu rebanho.

39. Não lhe apresentei os animais despedaçados, mas eu os compensava com os meus. Você me pedia contas do que era roubado de dia e de noite.

40. De dia, eu era devorado pelo calor, e de noite pelo frio, e não conseguia pegar no sono.

41. Já estou há vinte anos em sua casa: servi a você catorze anos por suas duas filhas, seis anos por seu rebanho, e dez vezes você mudou o meu salário.

42. Se o Deus do meu pai, o Deus de Abraão, o Terrível Deus de Isaac, não estivesse comigo, você me teria mandado embora de mãos vazias. Mas Deus viu minha aflição e minha fadiga, e na noite passada me fez justiça"".

43. Labão respondeu a Jacó: ""As filhas são minhas, essas crianças são minhas, o rebanho é meu e tudo o que você vê pertence a mim. Que posso fazer hoje por essas minhas filhas e pelos netos que elas deram à luz?

44. Vamos fazer uma aliança entre mim e você, que sirva de garantia para nós dois"".

45. Então Jacó pegou uma pedra e a ergueu como estela.

46. E Jacó disse à sua gente: ""Ajuntem pedras"". Eles pegaram pedras e com elas fizeram um monte, e junto a ele tomaram refeição.

47. Labão chamou o monte de Jegar-Saaduta, e Jacó o chamou de Galed.

48. Labão disse: ""Que este monte de pedras seja um testemunho entre nós"". Por isso, o chamou Galed

49. e Masfa, pois disse: ""Javé nos vigiará a nós dois quando nos separarmos.

50. Se você maltratar minhas filhas ou tomar outras mulheres além delas, ainda que ninguém veja isso, Deus será nossa testemunha"".

51. Labão disse a Jacó: ""Olhe este monte e estela que levantei entre nós dois.

52. Este monte e estela vão testemunhar que não devo passar deste monte e estela para o seu lado, e que você não deve passar deste monte e desta estela para o meu lado, em atitude hostil.

53. Que o Deus de Abraão e o Deus de Nacor sejam nossos juízes"". E Jacó jurou pelo Deus Terrível de seu pai Isaac.

54. Em seguida, Jacó ofereceu um sacrifício sobre a montanha e convidou sua gente para a refeição. Comeram e passaram a noite sobre a montanha.

×

Gênesis 31

1. Jacó foge de Labão Jacó soube que os filhos de Labão diziam: ""Jacó pegou tudo o que pertencia ao nosso pai, e foi às custas de nosso pai que se enriqueceu"".

2. Jacó observou o rosto de Labão e percebeu que ele já não o tratava como antes.

3. Javé disse a Jacó: ""Volte para a terra de seus pais, para a sua pátria, e eu estarei com você"".

4. Jacó chamou então Raquel e Lia para que fossem ao campo onde ele estava com o rebanho.

5. E lhes disse: ""Observei o rosto do pai de vocês, que já não me trata como antes. Mas o Deus de meu pai está comigo.

6. Vocês sabem que servi o pai de vocês com todas as minhas forças.

7. Mas o pai de vocês me enganou, mudando dez vezes o meu salário. Deus, porém, não permitiu que ele me fizesse mal.

8. Cada vez que ele dizia: O que for pintado será o seu salário, aí todos os animais davam crias pintadas; e cada vez que me dizia: O que for listrado será o seu salário, então todos os animais davam crias listradas.

9. E assim Deus tirou dele o rebanho e o deu a mim.

10. Aconteceu que, ao chegar o tempo em que os animais entram no cio, ergui os olhos e vi em sonho que todos os machos que cobriam as fêmeas eram listrados, malhados ou pintados.

11. O anjo de Deus me disse em sonho: Jacó. E eu respondi: Aqui estou.

12. O anjo disse: Levante os olhos e veja! Todos os machos que cobrem as fêmeas são listrados, malhados ou pintados. Eu vi o que Labão está fazendo com você.

13. Eu sou o Deus que apareceu a você em Betel, onde você ungiu uma estela e me fez um voto. Agora levante-se, saia desta terra e volte para a sua pátria "".

14. Raquel e Lia disseram a Jacó: ""Nós teríamos direito a um dote e a uma herança na casa de nosso pai.

15. No entanto, ele nos trata como estrangeiras, porque nos vendeu e, ainda por cima, acabou com o nosso dinheiro.

16. Sim, toda a riqueza que Deus retirou de nosso pai pertence a nós e a nossos filhos. Portanto, faça agora tudo o que Deus disse a você"".

17. Então Jacó se levantou, fez seus filhos e mulheres montarem sobre os camelos

18. e, guiando todo o rebanho e todos os bens que tinha adquirido em Padã-Aram, partiu para a casa do seu pai Isaac, na terra de Canaã.

19. Enquanto Labão foi tosquiar o rebanho, Raquel roubou os ídolos domésticos que pertenciam a seu pai.

20. Jacó, disfarçando na frente de Labão, o arameu, fugiu sem que ele suspeitasse.

21. Fugiu levando tudo o que possuía. Atravessou o rio e foi para a região montanhosa de Galaad.

22. Labão persegue Jacó Três dias depois, informaram a Labão que Jacó havia fugido.

23. Labão tomou consigo seus irmãos e, perseguindo Jacó durante sete dias, alcançou-o na região montanhosa de Galaad.

24. Deus visitou Labão, o arameu, numa visão noturna, e lhe disse: ""Cuidado com o que você vai dizer a Jacó"".

25. Labão alcançou Jacó, que tinha armado a tenda na região montanhosa, e armou sua tenda na região montanhosa de Galaad.

26. Labão disse a Jacó: ""O que você fez? Por que me enganou, levando embora minhas filhas como se fossem prisioneiras de guerra?

27. Por que fugiu às escondidas, sem me dizer nada? Eu teria despedido você com festas, cantos, tamborins e liras.

28. Você sequer me deixou beijar minhas filhas e netos. Você foi muito insensato.

29. Eu poderia causar-lhe dano, mas o Deus de seu pai, na noite passada, me falou: Cuidado com o que você vai dizer a Jacó.

30. E se você partiu porque sentiu saudades da casa paterna, por que roubou meus deuses?""

31. Jacó respondeu a Labão: ""Fiquei com medo, pensando que você iria tirar suas filhas de mim.

32. Mas aquele com quem você encontrar seus deuses não ficará vivo. Diante de minha gente, se você descobrir algo que lhe pertence, pegue-o"". De fato, Jacó não sabia que era Raquel quem os havia roubado.

33. Labão foi procurar na tenda de Jacó, depois na tenda de Lia, e por fim na tenda das duas servas, e nada encontrou. Enquanto saía da tenda de Lia para entrar na de Raquel,

34. Raquel pegou os ídolos domésticos, colocou-os na sela do camelo e sentou-se em cima. Labão revirou toda a tenda e nada encontrou.

35. Raquel disse a seu pai: ""Que meu senhor não fique bravo porque eu não me levanto em sua presença: é que me veio o incômodo das mulheres"". Labão procurou e não encontrou os ídolos.

36. Jacó ficou furioso e começou a discutir com Labão: ""Que crime cometi e qual é a minha falta para você me perseguir?

37. Você revirou todas as minhas coisas: encontrou, por acaso, alguma coisa sua? Coloque-a aqui, diante de minha gente e sua gente, e que eles julguem entre nós dois.

38. Veja bem! Estou há vinte anos com você, suas ovelhas e cabras não abortaram e eu não comi os cordeiros do seu rebanho.

39. Não lhe apresentei os animais despedaçados, mas eu os compensava com os meus. Você me pedia contas do que era roubado de dia e de noite.

40. De dia, eu era devorado pelo calor, e de noite pelo frio, e não conseguia pegar no sono.

41. Já estou há vinte anos em sua casa: servi a você catorze anos por suas duas filhas, seis anos por seu rebanho, e dez vezes você mudou o meu salário.

42. Se o Deus do meu pai, o Deus de Abraão, o Terrível Deus de Isaac, não estivesse comigo, você me teria mandado embora de mãos vazias. Mas Deus viu minha aflição e minha fadiga, e na noite passada me fez justiça"".

43. Labão respondeu a Jacó: ""As filhas são minhas, essas crianças são minhas, o rebanho é meu e tudo o que você vê pertence a mim. Que posso fazer hoje por essas minhas filhas e pelos netos que elas deram à luz?

44. Vamos fazer uma aliança entre mim e você, que sirva de garantia para nós dois"".

45. Então Jacó pegou uma pedra e a ergueu como estela.

46. E Jacó disse à sua gente: ""Ajuntem pedras"". Eles pegaram pedras e com elas fizeram um monte, e junto a ele tomaram refeição.

47. Labão chamou o monte de Jegar-Saaduta, e Jacó o chamou de Galed.

48. Labão disse: ""Que este monte de pedras seja um testemunho entre nós"". Por isso, o chamou Galed

49. e Masfa, pois disse: ""Javé nos vigiará a nós dois quando nos separarmos.

50. Se você maltratar minhas filhas ou tomar outras mulheres além delas, ainda que ninguém veja isso, Deus será nossa testemunha"".

51. Labão disse a Jacó: ""Olhe este monte e estela que levantei entre nós dois.

52. Este monte e estela vão testemunhar que não devo passar deste monte e estela para o seu lado, e que você não deve passar deste monte e desta estela para o meu lado, em atitude hostil.

53. Que o Deus de Abraão e o Deus de Nacor sejam nossos juízes"". E Jacó jurou pelo Deus Terrível de seu pai Isaac.

54. Em seguida, Jacó ofereceu um sacrifício sobre a montanha e convidou sua gente para a refeição. Comeram e passaram a noite sobre a montanha.




Anúncios