x

Bíblia On-line

Anúncios



Provérbios 15 - Versão Católica com cabeçalhos

1. Resposta calma aplaca a ira; palavra mordaz atiça a cólera.

2. A língua dos sábios faz saborear o conhecimento, mas a boca dos insensatos vomita ignorância.

3. Em todo lugar os olhos de Javé estão vigiando os maus e os bons.

4. Palavra reconfortante é árvore de vida; língua perversa fere o coração.

5. O tolo despreza a correção paterna, mas quem observa a repreensão é esperto.

6. Na casa do justo existe abundância, mas o lucro do injusto só traz inquietação.

7. A boca do sábio espalha conhecimento, mas a mente do insensato é insensata.

8. Javé detesta o sacrifício dos injustos, mas aprecia a súplica dos homens retos.

9. Javé detesta o comportamento dos injustos, mas ama quem busca a justiça.

10. Quem se desvia do caminho será duramente punido, e quem não gosta da repreensão morrerá.

11. Morte e abismo são transparentes para Javé; quanto mais o coração humano!

12. O insolente não gosta que o repreendam, e não anda com os sábios.

13. Coração contente alegra o rosto, mas coração aflito deprime o espírito.

14. Mente reta procura o conhecimento, mas a boca dos insensatos se alimenta de ignorância.

15. Para o pobre, todos os dias são maus, mas o coração alegre está sempre em festa.

16. Mais vale o pouco no temor de Javé, do que grandes tesouros com inquietação.

17. Mais vale um prato de verdura com amor do que um boi cevado, com rancor.

18. Homem colérico provoca disputas; homem paciente acalma as brigas.

19. O caminho do preguiçoso é cercado de espinhos, mas a trilha dos retos é estrada plana.

20. Filho sábio é alegria para o pai, mas filho insensato é desonra para a mãe.

21. A ignorância alegra quem não tem bom senso, mas o homem prudente caminha direito.

22. Os projetos fracassam por falta de consulta, mas têm sucesso quando há muitos conselheiros.

23. Que alegria saber dar uma resposta! Como é boa a palavra oportuna!

24. O prudente sobe por um caminho de vida, que o afasta do mundo dos mortos.

25. Javé derruba a casa dos soberbos, e fixa os marcos do terreno da viúva.

26. Javé detesta projetos perversos e gosta de palavras sinceras.

27. Quem cobiça ganhos desonestos acaba arruinando sua própria casa, mas quem odeia o suborno viverá.

28. O justo reflete antes de responder, mas a boca dos injustos vomita maldades.

29. Javé se afasta dos injustos, mas ouve a súplica dos justos.

30. Olhar sereno alegra o coração, e boa notícia renova as forças.

31. Ouvido que escuta a repreensão sadia se hospedará no meio dos sábios.

32. Quem rejeita a correção despreza a si mesmo, mas quem aceita a repreensão adquire bom senso.

33. O temor de Javé é escola de sabedoria, e antes da honra está a humildade.





Anúncios