- Anúncios -
x

Bíblia On-line




Mateus 13 - Versão Católica com cabeçalhos

A parábola do semeador

1. A parábola do semeador Naquele dia, Jesus saiu de casa, e foi sentar-se às margens do mar da Galiléia.

2. Numerosas multidões se reuniram em volta dele. Por isso, Jesus entrou numa barca e sentou-se, enquanto a multidão ficava de pé na praia.

3. E Jesus falou para eles muita coisa com parábolas: ""O semeador saiu para semear.

4. Enquanto semeava, algumas sementes caíram à beira do caminho, e os passarinhos foram e as comeram.

5. Outras sementes caíram em terreno pedregoso, onde não havia muita terra. As sementes logo brotaram, porque a terra não era profunda.

6. Porém, o sol saiu, queimou as plantas, e elas secaram, porque não tinham raiz.

7. Outras sementes caíram no meio dos espinhos, e os espinhos cresceram e sufocaram as plantas.

8. Outras sementes, porém, caíram em terra boa, e renderam cem, sessenta e trinta frutos por um.

9. Quem tem ouvidos, ouça!""

10. Os discípulos aproximaram-se, e perguntaram a Jesus: ""Por que usas parábolas para falar com eles?""

11. Jesus respondeu: ""Porque a vocês foi dado conhecer os mistérios do Reino do Céu, mas a eles não.

12. Pois, a quem tem, será dado ainda mais, será dado em abundância; mas daquele que não tem, será tirado até o pouco que tem.

13. É por isso que eu uso parábolas para falar com eles: assim eles olham e não vêem, ouvem e não escutam nem compreendem.

14. Desse modo se cumpre para eles a profecia de Isaías: É certo que vocês ouvirão, porém nada compreenderão. É certo que vocês enxergarão, porém nada verão.

15. Porque o coração desse povo se tornou insensível. Eles são duros de ouvido e fecharam os olhos, para não ver com os olhos, e não ouvir com os ouvidos, não compreender com o coração e não se converter. Assim eles não podem ser curados.

16. Vocês, porém, são felizes, porque seus olhos vêem e seus ouvidos ouvem.

17. Eu garanto a vocês: muitos profetas e justos desejaram ver o que vocês estão vendo, e não puderam ver; desejaram ouvir o que vocês estão ouvindo, e não puderam ouvir.""

18. Ouçam, portanto, o que a parábola do semeador quer dizer:

19. Todo aquele que ouve a Palavra do Reino e não a compreende, é como a semente que caiu à beira do caminho: vem o Maligno e rouba o que foi semeado no coração dele.

20. A semente que caiu em terreno pedregoso é aquele que ouve a Palavra, e logo a recebe com alegria.

21. Mas ele não tem raiz em si mesmo, é inconstante: quando chega uma tribulação ou perseguição por causa da Palavra, ele desiste logo.

22. A semente que caiu no meio dos espinhos é aquele que ouve a Palavra, mas a preocupação do mundo e a ilusão da riqueza sufocam a Palavra, e ela fica sem dar fruto.

23. A semente que caiu em terra boa é aquele que ouve a Palavra e a compreende. Esse com certeza produz fruto. Um dá cem, outro sessenta e outro trinta por um.""

A parábola do trigo e do joio

24. A ilustração do joio Jesus contou outra parábola à multidão: ""O Reino do Céu é como um homem que semeou boa semente no seu campo.

25. Uma noite, quando todos dormiam, veio o inimigo dele, semeou joio no meio do trigo, e foi embora.

26. Quando o trigo cresceu, e as espigas começaram a se formar, apareceu também o joio.

27. Os empregados foram procurar o dono, e lhe disseram: Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? Donde veio então o joio?

28. O dono respondeu: Foi algum inimigo que fez isso. Os empregados lhe perguntaram: Queres que arranquemos o joio?

29. O dono respondeu: Não. Pode acontecer que, arrancando o joio, vocês arranquem também o trigo.

30. Deixem crescer um e outro até à colheita. E no tempo da colheita direi aos ceifadores: arranquem primeiro o joio, e o amarrem em feixes para ser queimado. Depois recolham o trigo no meu celeiro! ""

As parábolas do grão de mostarda e do fermento

31. A ilustração da semente de mostarda e do fermento E Jesus contou outra parábola: ""O Reino do Céu é como uma semente de mostarda que um homem pega e semeia no seu campo.

32. Embora ela seja a menor de todas as sementes, quando cresce, fica maior do que as outras plantas. E se torna uma árvore, de modo que os pássaros do céu vêm e fazem ninhos em seus ramos.""

33. Jesus contou-lhes ainda outra parábola: ""O Reino do Céu é como o fermento que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, até que tudo fique fermentado.""

34. Tudo isso Jesus falava em parábolas às multidões. Nada lhes falava sem usar parábolas,

35. para se cumprir o que foi dito pelo profeta: ""Abrirei a boca para usar parábolas; vou proclamar coisas escondidas desde a criação do mundo.""

Explicação da parábola do joio

36. Explicação da ilustração do joio Então Jesus deixou as multidões, e foi para casa. Os discípulos se aproximaram dele, e disseram: ""Explica-nos a parábola do joio.""

37. Jesus respondeu: ""Quem semeia a boa semente é o Filho do Homem.

38. O campo é o mundo. A boa semente são os que pertencem ao Reino. O joio são os que pertencem ao Maligno.

39. O inimigo que semeou o joio é o diabo. A colheita é o fim dos tempos. Os ceifadores são os anjos.

40. Assim como o joio é recolhido e queimado no fogo, o mesmo também acontecerá no fim dos tempos:

41. o Filho do Homem enviará os seus anjos, e eles recolherão todos os que levam os outros a pecar e os que praticam o mal,

42. e depois os lançarão na fornalha de fogo. Aí eles vão chorar e ranger os dentes.

43. Então os justos brilharão como o sol no Reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça.""

As parábolas do tesouro escondido, da pérola e da rede

44. A ilustração do tesouro escondido e da pérola O Reino do Céu é como um tesouro escondido no campo. Um homem o encontra, e o mantém escondido. Cheio de alegria, ele vai, vende todos os seus bens, e compra esse campo.

45. O Reino do Céu é também como um comprador que procura pérolas preciosas.

46. Quando encontra uma pérola de grande valor, ele vai, vende todos os seus bens, e compra essa pérola.""

47. A ilustração da rede O Reino do Céu é ainda como uma rede lançada ao mar. Ela apanha peixes de todo o tipo.

48. Quando está cheia, os pescadores puxam a rede para a praia, sentam-se e escolhem: os peixes bons vão para os cestos, os que não prestam são jogados fora.

49. Assim acontecerá no fim dos tempos: os anjos virão para separar os homens maus dos que são bons.

50. E lançarão os maus na fornalha de fogo. Aí eles vão chorar e ranger os dentes.""

51. Vocês compreenderam tudo isso?

52. Então Jesus acrescentou: ""E assim, todo doutor da Lei que se torna discípulo do Reino do Céu é como pai de família que tira do seu baú coisas novas e velhas.""

53. Um profeta sem honra Quando Jesus terminou de contar essas parábolas, saiu desse lugar,

54. e voltou para a sua terra. Ensinava as pessoas na sinagoga, de modo que ficavam admiradas. Diziam: ""De onde vêm essa sabedoria e esses milagres?

55. Esse homem não é o filho do carpinteiro? Sua mãe não se chama Maria, e seus irmãos não são Tiago, José, Simão e Judas?

56. E suas irmãs, não moram conosco? Então, de onde vem tudo isso?""

57. E ficaram escandalizados por causa de Jesus. Mas Jesus disse: ""Um profeta só não é estimado em sua própria pátria e em sua família.""

58. E Jesus não fez muitos milagres aí, por causa da falta de fé deles.