x

Bíblia On-line

Anúncios



Êxodo 15 - Versão Católica com cabeçalhos

O cântico de Moisés

1. O cântico de Moisés Nessa ocasião, Moisés e os filhos de Israel entoaram este canto a Javé: ""Vou cantar a Javé, pois sua vitória é sublime: ele atirou no mar carros e cavalos.

2. Javé é minha força e meu canto, ele foi a minha salvação. Ele é o meu Deus: eu o louvarei; é o Deus de meu pai: eu o exaltarei.

3. Javé é guerreiro, seu nome é Javé.

4. Ele atirou no mar os carros e a tropa do Faraó, afogou no mar Vermelho a elite das tropas:

5. as ondas os cobriram, e eles afundaram como pedras.

6. Tua direita, Javé, é terrível em poder, tua direita, Javé, aniquila o inimigo;

7. com sublime grandeza abates teus adversários, desencadeias tua ira, e ela os devora como palha.

8. Ao sopro de tuas narinas as águas se amontoam, e as ondas se levantam como represa; as vagas se congelam no meio do mar.

9. O inimigo dizia: Vou persegui-los e alcançá-los, vou repartir os despojos e me saciar com eles; vou tirar minha espada, e minha mão os agarrará.

10. Teu vento soprou, e o mar os cobriu: caíram como chumbo nas águas profundas.

11. Qual Deus é como tu, Javé? Quem é santo como tu, ó Magnífico, terrível em proezas, autor de maravilhas?

12. Estendeste a direita, e a terra os engoliu.

13. Guiaste com amor o povo que redimiste, e o levaste com poder para tua morada santa.

14. Os povos ouviram e tremeram, e o terror se espalhou entre os governantes filisteus,

15. e os chefes de Edom ficaram com medo. O temor dominou os nobres de Moab; os governantes de Canaã cambaleiam todos.

16. Sobre todos eles cai o tremor e o temor. A grandeza de teu braço os deixou petrificados, até que teu povo atravesse, ó Javé, até que passe este povo que compraste.

17. Tu o conduzes e o plantas sobre o monte da tua herança, no lugar em que fizeste teu trono, ó Javé, no santuário que tuas mãos prepararam.

18. Javé reina sempre e eternamente"".

19. Quando a cavalaria do Faraó entrou no mar com seus carros e cavaleiros, Javé fez voltar sobre eles as águas do mar, enquanto os filhos de Israel caminharam a pé enxuto pelo meio do mar.

A dança de Miriã e das mulheres

20. A profetisa Maria, irmã de Aarão, pegou um tamborim, e todas as mulheres a seguiram com tamborins, formando coros de dança.

21. E Maria entoava: ""Cantem a Javé, pois sua vitória é sublime: ele atirou no mar carros e cavalos"".

22. As águas de Mara e Elim Moisés fez Israel partir do mar Vermelho, e eles se dirigiram para o deserto de Sur. Caminharam três dias no deserto e não encontraram água.

As águas amargas tornam-se doces

23. Quando chegaram a Mara, não puderam beber a água, porque era amarga; foi por isso que deram a esse lugar o nome de Mara.

24. O povo murmurou contra Moisés, dizendo: ""O que vamos beber?""

25. Moisés clamou a Javé, e Javé lhe mostrou um tipo de planta. Então Moisés atirou-a na água, e a água se tornou doce. Foi aí que Moisés estabeleceu um estatuto e um direito para o povo, colocando-o à prova

26. e dizendo: ""Se você obedecer a Javé seu Deus, praticando o que ele aprova, ouvindo seus mandamentos e observando todas as suas leis, eu não mandarei sobre você nenhuma das enfermidades que mandei sobre os egípcios. Pois eu sou Javé, aquele que cura você"".

27. Então chegaram a Elim, onde havia doze fontes de água e setenta palmeiras. E acamparam junto às águas.





Anúncios