x

Bíblia On-line

Anúncios



Apocalipse 18 - Versão Católica com cabeçalhos

A queda de Babilônia: Lamentações sobre a terra

1. A queda da Babilônia Depois de tudo isso, vi outro Anjo descendo do céu. Tinha grande poder, e a terra ficou toda iluminada com a sua glória.

2. Ele gritou com voz forte: ""Caiu! Caiu Babilônia, a Grande! Tornou-se morada de demônios, abrigo de todos os espíritos maus, abrigo de aves impuras e nojentas.

3. Porque ela embriagou as nações com o vinho do furor da sua prostituição. Com ela se prostituíram os reis da terra. Os mercadores da terra ficaram ricos graças ao seu luxo desenfreado.""

4. Ouvi outra voz que dizia: ""Saia dela, meu povo. Não seja cúmplice dos pecados dela, nem atingido por suas pragas.

5. Seus pecados se amontoaram até o céu, e Deus se lembrou das iniqüidades dela.

6. Devolvam a ela com a mesma moeda. Paguem a ela em dobro, conforme as obras que ela fez. No cálice que ela misturou, misturem para ela o dobro.

7. O tanto que se enchia de glória e luxo, devolvam a ela agora em dor e luto. Toda cheia de si ela pensava: Estou sentada como rainha. Não sou viúva nem jamais vestirei luto...

8. Por isso, as pragas dela virão num só dia: morte, luto e fome. Ela será devorada pelo fogo, porque o Senhor Deus que a julgou é forte.""

9. Os reis da terra, que se prostituíram com ela, aqueles que participavam do seu luxo, ao enxergar a fumaça do incêndio, vão chorar e bater no peito.

10. Ficarão de longe, com medo dos sofrimentos. E dirão: ""Ai, ai, a Grande Cidade! Ó Babilônia, cidade poderosa, uma hora apenas bastou para o seu julgamento!""

11. Os mercadores de toda a terra também choram e ficam de luto por causa da ruína de Babilônia, porque ninguém mais vai comprar as mercadorias deles:

12. carregamentos de ouro e prata, pedras preciosas e pérolas, linho e púrpura, seda e escarlate, madeiras perfumadas de todo tipo, objetos de marfim e de madeira preciosa, de cobre, de ferro e de mármore,

13. cravo e especiarias, perfumes, mirra e incenso, vinho e óleo, flor de farinha e trigo, bois e ovelhas, cavalos e carros, escravos e vidas humanas...

14. As riquezas que você desejava foram para longe de você! Tudo o que é grandeza e esplendor está perdido para você, e nunca, nunca mais será encontrado!

15. Os mercadores que vendiam seus produtos à Grande Cidade e que se enriqueceram às custas dela, vão ficar ao longe, com medo dos sofrimentos, vão chorar e vestir luto.

16. E dirão: ""Ai, ai, ó Grande Cidade! Você vestia linho puro, roupas de púrpura e escarlate. Você se enfeitava com ouro, pedras preciosas e pérolas!

17. Bastou uma hora para a sua riqueza virar nada!"" Todos os pilotos e navegadores, marinheiros e quantos trabalham no mar ficaram ao longe.

18. Viram a fumaça do incêndio, e gritaram: ""Quem era igual à Grande Cidade?""

19. Esses homens do mar jogaram cinza na cabeça, choraram, ficaram de luto, e gritavam: ""Ai, ai, ó Grande Cidade! Com sua grandeza todos os que tinham navios no mar acabaram se enriquecendo. Bastou uma hora para você se acabar!

20. Alegre-se, ó céu, por causa dela, e vocês também, santos, apóstolos e profetas, pois Deus a julgou com justiça!""

21. Nessa hora, um Anjo forte levantou uma pedra, do tamanho de uma pedra de moinho, e a jogou no mar, dizendo: ""Com esta força será jogada Babilônia, a Grande Cidade. E nunca mais será encontrada.

22. E o canto de harpistas e músicos, de flautistas e tocadores de trombeta, em você nunca mais se ouvirá; e nenhum artista de arte alguma em você jamais se encontrará; e o canto do moinho em você nunca mais se ouvirá;

23. e a luz da lâmpada nunca mais em você brilhará; e a voz do esposo e da esposa em você nunca mais se ouvirá. Porque os seus mercadores eram os grandes da terra, e com magia você enfeitiçou todas as nações.

24. Nela foi encontrado o sangue de profetas e santos, e de todos os que foram imolados sobre a terra.""






Anúncios