Você sabe o que Jesus quis dizer quando usou a palavra “hipócrita”?

Jesus repreendeu as pessoas por serem “hipócritas”, mas você sabe o que realmente ele quis dizer com essa palavra? Não é o que você pensa!

Jesus não queria que os seus discípulos se comportassem como hipócritas. Ele os ensinava que se comportassem de maneira discreta e modesta. Ele os advertiu contra a ostentação de piedade. “Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes visto por eles, aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus”. (Mateus 6:1)

Hoje em dia usamos a palavra “hipocrisia” para descrever uma pessoa que defende publicamente um modelo moral ou um código de ética, mas, em particular, faz tudo ao contrario.

Por exemplo, pensamos numa pessoa hipócrita aquela que só pretende ser piedoso (a) quando está em público, porém é um falso.

Quando Jesus repreendeu o povo e lhes disse: “hipócritas” o fez referindo-se a um ator ou intérprete de teatro. Quando Jesus falou de “hipócrita” ele usou a palavra para descobrir as pessoas que amavam levar a cabo uma atuação religiosa na frente dos demais. Para os judeus, o “hipócrita” dos Evangelhos é qualquer pessoa que realiza os deveres religiosos com o fim de ser admirado pelos demais.

Jesus disse aos seus discípulos que os três atos específicos da justiça deveriam ser feitos de forma secreta: a caridade, a oração e o jejum. Com respeito a cada um, Ele advertiu aos seus discípulos que não fizessem nenhum tipo de espetáculo (quer dizer, hipocrisia).

A advertência de Jesus contra o “não praticar a vossa justiça diante dos homens” era pessoal, individual, jejuns voluntários, orações e doações financeiras.

Jesus esperava que os seus discípulos fizessem tudo isso, mas os advertiu a que não o fizessem com o fim de serem reconhecidos pelo povo.

Uma pessoa que faz dos deveres religiosos uma disciplina somente para ganhar o respeito e estima dos outros, não encontra o favor de Deus por seus esforços. Esta pessoa atua somente pelo bem do amor dos homens e para o seu próprio louvor. É para essas pessoas que Jesus diz: “hipócrita”.

O problema não PE a realização de um ato de justiça em público, mas sim o ato de fazer as coisas para que os demais te exaltem e te admirem, querendo roubar assim a glória de Deus.

Não busquemos ser reconhecidos pelas nossas boas ações… Deus se encarrega de recompensar-nos.

Nós bem sabemos que devemos ser discretos, modestos e humildes nos nossos atos, fazendo tudo como para o senhor, somente aos seus olhos e não pelo bem que possam pensar da gente.

Deixe seus comentários