Uma Nova Luz

Markovitz foi uma das poucas famílias judias que viviam em um bairro tranquilo da Pensilvânia cujas ruas estavam cheias de luzes de Natal em dezembro. Eles, colocavam um menorah (candelabro judaico de nove braços) em uma janela de sua casa como um lembrete de que também foi o início de Hanukkah, um dos seus principais feriados religiosos.

Um dia, por volta das 05:00 Judy Markovitz foi acordado por um barulho alto. Tinham quebrado a janela e puxado o menorah.

Para Markovitz foi uma agressão que removeu velhas feridas, já que no passado os pais de Judy tinham sido presos num campo de concentração.

O Markovitz após se recuperar emocionalmente ajeitaram a janela e foram visitar o irmão de Judy, não sabendo que seus vizinhos estavam prestes a ajeitar algo mais.

À noite, quando a família Markovitz voltou para casa, um espectáculo extraordinário surpreendeu-os, dobrando a rua: Quase todas as casas no bloco foram enfeitados com um menorah reluzente. A filha do casal, Vicky, agora com 18 anos, lembra aquelas janelas iluminadas como um sinal de compaixão e solidariedade. “Foi como se todos os vizinhos dissesem: Se quebrarem as janelas deles também tem que quebrar a nossa.”

Compaixão e solidariedade são duas jóias que você precisa recuperar.

Rir com quem rir e chorar com os que choram. Nunca devemos ser alheios ao sofrimento, porque mais cedo ou mais tarde será a nossa vez.

Job 19:21

Compadecei-vos de mim, amigos meus, compadecei-vos de mim, porque a mão de Deus me tocou.

Mateus 9:36

E o povo, teve compaixão delas; porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor.

Marcos 8: 2

Tenho compaixão da multidão, porque já está comigo há três dias e não têm nada para comer.

Deixe seus comentários