Um professor que ficou como “O TONTO”

¿Você estaria disposto a pôr-se de Pé?
¿Você estaria disposto a pôr-se de Pé?

Tinha um professor de Filosofia que era um Ateu profundamente comprometido, sua principal meta a cada semestre era provar que Deus não podia existir.

Seus estudantes sempre tiveram medo de discutir com ele por sua lógica impecável. Durante 20 anos sempre pensou que ninguém em sua classe e fora dela tênia o valor de ir em seu contra. Claro, alguns tinham discutido em classe alguma vez, mas nunca realmente em sua contra, e não o faziam porque ele tinha uma grande reputação. Ao final da cada semestre, no último dia, ele pediria a sua classe de 300 estudantes: “Se há alguém que ainda crê em Jesus, se ponha de pé!”. Em 20 anos, nunca ninguém o fez. Eles sabiam o que vinha depois, ele diria: “Porque todo aquele que crê em Deus é um tonto. Se Deus existisse, o demonstraria impedindo que este pedaço de gizes se rompesse ao golpear o andar, seria tão singelo para o provar que é Deus, e mesmo assim não pode o fazer”.

E assim, a cada ano açoitava um pedaço de gizes no solo para que se rompesse em pedaços. Os estudantes não podiam fazer mais que olhar. A maioria dos estudantes terminavam convencidos de que Deus não existe. Certamente, um que outro Cristiano se tinha colado, mas por 20 anos tinham tido medo de se pôr de pé. Pois bem, faz uns anos, um jovem que tinha ouvido histórias sobre este maestro, inscreveu-se nesta classe, pois sem ele não poderia terminar sua carreira, tinha medo. Durante os primeiros três meses daquele semestre, ele orava todos os dias por ter o valor de se pôr de pé, sem importar o que dissesse o maestro, ou que pensassem seus colegas de turma. Nada do que dissessem quebrantaria sua fé.

Finalmente chegou no dia. O professor disse: “Se há alguém que ainda crê em Deus, que se ponha de pé!”. O professor e a classe de 300 alunos olharam-no fixamente, em choques, ao momento que se punha de pé no fundo do salão. O professor grito: “TONTO! Se Deus existisse ele o provaria evitando que este pedaço de gizes se rompa ao golpear o andar!”. Ato seguido arrojou a gizes, mas ao momento que o fez a gizes se escorregou de seus dedos e foi escorregando por sua manga, pelas dobras de sua pantalão e por seu sapato até que, intacta, rodou pelo solo. O professor combinou com a boca aberta observando o a gizes no solo, depois levantou sua mirada ao jovem que estava de pé e saiu correndo do salão. O jovem então passou à frente do salão e falou de sua fé em Jesus pela seguinte meia hora. Os 300 estudantes escutaram como falava do amor de Deus para eles e de seu poder.

Não temas o que diga o homem, não se envergonhe do evangelho Jesus cristo sai sempre em sua defesa e jamais deixará você envergonhado.

Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê, primeiro do judeu e também do grego. Romanos 1:16

Deixe seus comentários