¿Que classe de cristão é? Aqui encontrará a resposta

Conta-se de um pastor bautista, como há muitos, que estava cansado do costume de uma de seus membros, porque ao final da cada culto, passava a felicitar por sua sermão, dizendo-lhe: “Excelente mensagem pastor, justamente era o que precisavam os Martínez”.

Ao outro domingo dizia-lhe: «Boa mensagem pastor, espero que os Pérez já entendam». E este pastor esforçava-se a cada dia mas, por ver se esta mulher dava-se conta que as mensagens eram especialmente para ela, mas sempre passava o mesmo; sempre os aplicava a outros.

Até que um dia após muito pensar em como o fazer, o pastor citou a esta mulher no templo, e ao chegar, lhe disse que o esperasse enquanto terminava de praticar sua mensagem para o próximo domingo. Ela aceitou, e o pastor pregou com todas suas forças uma sermão dedicado exclusivamente para ela; tinha pesquisado toda a vida dela e seus problemas pessoais, seus pecados favoritos, tudo, absolutamente tudo.

Ao estar pregando, o pastor via que esta mulher punha muita atenção a suas palavras, e movia a cabeça em sinal de aprovação, apesar de que durou mas de uma hora na predicación. Ao terminar viu que a mulher tinha tristeza e preocupação em sua cara, e pensou o pastor: “Realmente chegou-lhe a mensagem a ela, nem como se escapar desta vez”. Ao ver que ela não ia felicitar desta vez, ele perguntou: ¿Que lhe pareceu a Mensagem? então ela responde: Excelente, mas lastima que não convidou você aos Hernández e aos López, a eles se que lhes faz falta escutar algo assim.

Acho que em ocasiões assim são muitos dos membros de nossas igrejas, aplicam a todos nossas predicaciones, menos a eles mesmos.

Deixe seus comentários