Nunca Se Confie

O encontro de futebol dessa manhã pronosticaba um excitante partido.  Os macaquinhos estavam ansiosos por iniciar o partido. Ouve-se o silbatazo e começam a correr todos depois da esfericaa,  passe curtos, passe longos e ali vão correndo de um lado a outro, de extremo a extremo do campo, de repente um tiro longo, longo, longo. A bola foi a parar justo no meio do pântano que se encontrava ao outro lado do campo.

Os macaquinhos param-se a orla do pântano pretendendo atingir a bola apoiados com um pau, outro atira uma pedra e nada. De repente um ousado e valente macaquinho vai dando semelhantes saltos até chegar onde a bola. A sujeita, enquanto o resto dos macacos desde a orla aplaudiam-lhe e animavam. De repente o macaquinho começa-se a afundar, enquanto mas movia-se pretendendo avançar ou sair mas afundava-se.

Os macacos expectantes gritavam: Salve-se a você mesmo! Salve-se a você mesmo! Após  gritos o macaquinho agarra-se a suas próprias orelhas e começa a atirar para acima, pretendendo salvar-se a se mesmo de afundar-se.

“Confia de todo coração no Senhor e não em sua própria inteligência” Prov. 3.5
A meu julgamento esta é uma das escrituras mas retadoras ao orgulho humano que se crê demasiado sábio, que se acha que por seus próprios meios sairá avante.

Os que temos tido a oportunidade de estudar uma profissão, obter algum diplomado ou conseguir uma carreira profissional exitosa, inclusive os que têm atingido uma posição social, econômica  ou  trabalhista trascendente,  nos encontramos de repente no meio do pântano ao igual que o macaquinho do episódio.   Tratar de sair sozinhos de nossos problemas, pretender fazer as coisas sem ajuda ou pior ainda, fingir que não precisamos de ninguém para sair adiante na vida é a pior das falacias.
O livro de provérbios mostra-nos os benefícios que oferece a Sabedoria, se entregar por completo em procurar inteligência e bom julgamento como se procurasse prata ou um tesouro escondido.
“Os ensinos são um lustre acendido; as correções e os conselhos são o caminho da vida” Provérbios. 6.23.

“Olha sempre adiante, olha sempre de frente. Fixe-se bem em onde põe os pés, e sempre calcará em terreno firme”. Provérbios. 4.25-26

Deixe seus comentários