¿Conhece o amor verdadeiro?

¿Conhece o amor verdadeiro?
¿Conhece o amor verdadeiro?

Quero compartilhar uma história que nos leva a reflexionar sobre nossas relações, o valor que lhe damos às pessoas com as que compartilhamos nossa vida e o sentido de amor dentro da vida mesma.

Muitas vezes só pensamos no que a outra pessoa nos esta dando, da maneira em que nos esta amando. Quando amas toma a decisão de amar sem importar as circunstâncias só amas, claro não é um amor daninho ou prejudicial centrado no egoísmo é puro genuíno e equilibrado.

Um homem de certa idade foi à clínica para fazer-se curar uma ferida na mão. Tinha bastante pressa, e enquanto curava-se lhe perguntei que era isso tão urgente que tinha que fazer.

Disse-me que tinha que ir a uma residência de idosos a tomar café da manhã com sua mulher que vivia ali. Contou que levava algum tempo nesse lugar e que tinha um Alzheimer muito avançado.

Enquanto acabava de vendar a ferida, perguntei-lhe se ela se alarmaria em caso que ele chegasse tarde essa manhã. -Não, me disse. Ela já não sabe quem é. Faz já quase cinco anos que não me reconhece.

Então lhe perguntei estranhado. -E se já não sabe quem é você, ¿por que essa necessidade de estar com ela todas as manhãs?

Sorriu-me e dando-me uma palmada na mão disse-me: -”Ela não sabe quem sou eu, mas eu ainda seja muito bem quem é ela”.

Tive que me conterem as lágrimas enquanto saía e pensei: “Essa é a classe de amor que quero para minha vida”.

“O VERDADEIRO AMOR NÃO SE REDUZ Ao FÍSICO NEM Ao ROMÂNTICO. O VERDADEIRO AMOR É A ACEITAÇÃO DE TODO O QUE O OUTRO É, DO QUE TEM SIDO, DO QUE SERÁ E DO QUE JÁ NUNCA PODERÁ SER”.

Deixe seus comentários