“Sempre atribuí meu sucesso a Deus” diz Vocalista de Backstreet Boys

33

Brian Littrell, Nascido em Kentucky é um fervente crente que sempre tem reconhecido ao Senhor como autor dos numerosos sucessos em sua vida.

"Sempre atribuí meu sucesso a Deus" diz Vocalista de Backstreet Boys Brian Littrell
“Sempre atribuí meu sucesso a Deus” diz Vocalista de Backstreet Boys Brian Littrell

O cantor dos Backstreet Boys deu voz a um álbum gospel titulada “Welcome Home”, que se fechava com uma peça a capela titulada “Jesus loves you” que começava e se fechava com a voz de seu filho Baylee. Ainda que não tivesse repercussão mundial, revelou uma parte de sua vida que não todos conhecem.

“Trago a os Backstreet Boys a estabilidade, a perspectiva de um pai de família, os valores de um crente. Asseguro-me de que nossa música seja de bom gosto e promova valores positivos” diz Brian.

Littrell é cristão batista, e tem manifestado sua fé publicamente depois de vencer sua doença.

O cantor nasceu com uma malformação no coração. Por causa de uma infecção bacteriana aos cinco anos de idade sofreu várias operações de coração. A última teve lugar em 1998 (quando tinha 22 anos), e uma vez curado, divulgou seu agradecimento a Deus e a todos seus fãs.

“Acho que como cristãos deveríamos unir nossas mãos e alabar a Deus, falar publicamente de nossa fé e das coisas extraordinárias que Ele tem realizado em nós” afirmou em uma entrevista.

Littrell descobriu sua paixão pela música no coro da igreja batista onde nasceu e cresceu. A música sempre tem sido importantíssima para ele, tanto que tinha o projeto de ingressar em uma escola de worship leader, mas uma audição telefônica fez-lhe entrar a fazer parte da banda estadunidense, alterando completamente seus planos.

Os Backstreet Boys
Os Backstreet Boys

Hoje ele acha que Deus lhe entregou à plataforma de Backstreet Boys “para tocar a vida de muitas pessoas e falar de minha fé”.

Brian afirma que o mundo está carenciado da mensagem do Evangelho e isso é nítido até quando se trata de música. “Ser feliz não vende”. A gente não quer ler ou ouvir a alguém falar de seu casamento feliz e seu sucesso. Elas querem ouvir sobre o divórcio, a confusão e o desastre. “É triste”, observou.

“Acho que, como cristãos, precisamos dar as mãos e o construir juntos, exaltar a Deus e falar de nossa fé publicamente; falar sobre todas as coisas que Deus fez por nós em nossa vida para tocar às outras pessoas”, agregou.

Deixe seus comentários