Polícia dos EUA realiza batismos de presos: “A prisão não precisa ser o fim”

Uma prisão da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, celebrou mais de 40 vidas transformadas através do batismo.

A iniciativa para orientar e batizar os presos começou após uma reunião chamada “Stop the Violence” (‘Pare a Violência’) no início do ano.

O xerife do Condado de Darlington, Tony Chavis, disse à Fox News que sugeriu colocar ministros e mentores no local “na tentativa de impedir o retorno desses rapazes e moças de volta ao sistema (criminal)”.

“Então, se conseguirmos tocar uma dessas vidas por Cristo… Eles sabem que não têm que permanecer na vida do crime… Então eles teriam uma saída da prisão através do Senhor”.

“As pessoas se preocupam com eles. Eu me preocupo com eles”, Chavis acrescentou.

“Eu me preocupo com a segurança deles. Eu me preocupo com eles além das paredes aqui do Centro de Detenção W. Glenn Campbell”.

No domingo, 17 de novembro, 12 mulheres foram batizadas na prisão. No dia 6 de outubro, eles estavam programando o batismo de 10 homens, mas o número rapidamente cresceu para 18.

No total, mais de 40 presos foram batizados em poucos meses, depois que um grupo de veteranos e pastores passou a orientar o grup

“A prisão não precisa ser o fim”, escreveu o escritório do xerife no Facebook.

“Pode ser o começo do ‘para sempre’ definitivo”. Eles concluíram: “Por favor, continuem orando pelos acontecimentos surpreendentes no Centro de Detenção W. Glenn Campbell”.

Deixe seus comentários