Pastor é «expulso» da sua igreja por paroquianos depois de dizer que «as vidas negras importam»

Um pastor branco do Mississipi, foi expulso da sua igreja, por apoiar aparentementeos os protestos que estão acontecendo nos EUA, assim como a idéia de que “as vidas negras importam”.

Depois de estar pelo menos três anos e meio diante da igreja The Heights, o bispo Scott Volland e sua esposa, Debra, foram rejeitados pela junta da igreja.

Conforme as informações fornecidas pela Fox News, tudo aconteceu no passado dia 18 de junho devido aos diferentes pontos de vista sobre como abordar os problemas raciais.

“Se eu estou dizendo que as ‘vidas negras importam’ como um fato humano, ou ao falar para eliminar monumentos ou políticos racialmente ofensivos ou insensíveis, me informaram que minha ‘agenda não funcionará nesta igreja’, e que «Não falo pela igreja», compartilhou Volland no Facebook no dia seguinte.

“Tambén não estão de acordo comigo em compartilho publicamente ou em participar em nenhum tipo de marchas, protestos pacíficos, reuniões governamentais, entrevistas, etc. sobre raça ou racismo”, acrescentou.

 

Ver esta publicación en Instagram

 

#theheights #columbusms #blackhistorymonth

Una publicación compartida de The Heights (@theheightscolumbus) el

Ampliando a sua opinião

O ministro vem expandindo sua visão à medida que as disputas nacionais continuam.

“Me surpreende quantas das pessoas que afirmam que `a escravatura terminou há 150 anos´, e que `os negros só precisam deixar no passado ou simplesmente superá-la’, também lutarão com unhas e dentes para manter estátuas ou bandeiras do mesmo período, afirmando que são `a nossa herança´ é o e que `não se pode ignorar ou esquecer a história´”, disse ele. “Não pode ter as duas coisas … isso se chama hipocrisia”.

Formando um novo ministério

O pastor também disse à mídia local que os membros da congregação o ameaçaram com abandonar a igreja por seu ativismo.

“Isto nos magoou profundamente”, disse ele ao WCBI. “Porque essas são as pessoas nas que dedicamos três anos e meio das nossas vidas. Passamos por casamentos, casamentos de seus filhos, batismo”.

Após anunciar sua saída da Igreja Heights, Vollandcomeçou uma nova igreja.

A chamou The Bridge, assinalando que é uma igreja “para todas as pessoas”. Além disso, indicou que não sente rancor contra sua antiga congregação.

“Estou animado pelo que Deus está fazendo”, compartilhou Volland em um vídeo do Facebook Live na terça-feira.

Deixe seus comentários