Pastor Coreano pregou-lhe a mas de 1000 pessoas dantes de ser executado

Um pastor na fronteira entre Chinesa e Coreia do Norte compartilhou o evangelho com mil norcoreanos dantes de ser assassinado por seu trabalho misionero.

O reverendo Han Chung-Ryeol, estava na lista dos mais procurados de Pyongyang por sua dedicação a difundir o Evangelho desde o 2003.

Han, quem ministró na cidade fronteiriça de Changbai desde princípios da década de 1990, evangelizó a milhares de norcoreanos ao longo dos anos, muitos dos quais tinham fugido do país afetado pela fome em procura de comida e trabalho.

O pastor brindou sua ajuda à cada pessoa, dando-lhes comida e roupa, e também lhes pregando o Evangelho dantes dos enviar de regresso a Coreia do Norte para que eles também falassem de Cristo e ajudassem a suas famílias.

Após plantar uma Igreja dos Três Autônomos para perto de a fronteira com Coreia do Norte em 1993, Têm ajudou aos órfões, às mulheres esclavizadas à prostituição, aos soldados, aos famintos de fome e a muitos outros.

Depoimento de um Norcoreano

Sang-chul, um dos tantos ajudados por Han, compartilhou sua história em um curto documentário publicado por The Voice of the Martyrs.

O norcoreano disse que não tinha trabalho nem comida em seu povo, pelo que, como muitos, cruzou a fronteira montanhosa para Chinesa. No caminho, recolheu fungos com a esperança de vender em um mercado.

“Não falo chinês em absoluto, mas nas montanhas conheci a um homem. Ele disse: ‘Posso vendê-los por você’. E não me enganou. Deu-me todo o dinheiro da venda e nesse momento, não sabia que era o pastor Han”, recordou Sang-chul.

Deixe seus comentários