O pastor que pediu ajuda em seu resgate em um vídeo foi decapitado por não negar a Cristo

O Pastor Cristão sequestrado em 3 de janeiro passado, foi decapitado depois de não negar a Cristo.

Lawan Andimi, membro sênior da Associação Cristã Cristã da Nigéria (CAN); ele foi decapitado ontem por terroristas Boko Haram, de acordo com o jornalista e especialista em terrorismo islâmico Ahmad Salkida.

Andimi foi dado como desaparecido em 3 de janeiro após um ataque do grupo extremista islâmico em Michika.

Dias depois, o pastor foi visto em um vídeo postado por seus captores pedindo aos líderes cristãos e ao governo estadual para garantir sua libertação.

No vídeo, o pastor exorta sua família a não “sentir pena dele, pois a vontade de Deus deve ser respeitada”.

“Pela graça de Deus, ficarei com minha esposa, filhos e colegas”, acrescentou. “Não chore, não se preocupe, mas graças a Deus por tudo”.

“Ele foi morto na floresta de Sambisa”, disse uma fonte à Save the Persecuted Christians.

De acordo com o diretor executivo da organização sem fins lucrativos, Dede Laugesen. “Ele foi assassinado porque se recusou a renunciar à sua fé. E porque eles não podiam levantar o dinheiro para o seu resgate”.

Menino de 10 anos executa cristão na África

A terrível notícia da morte de Andimi vem apenas uma semana depois que o Estado Islâmico na África Ocidental (ISWAP) publicou imagens de uma criança “soldado” de 10 anos executando um homem cristão.

De acordo com a mídia local, o ISWAP assassinou cerca de 11 cristãos em dezembro do ano passado, supostamente para “vingar” a morte do líder do ISIS Abu Bakr al-Baghdadi, que foi morto durante um ataque liderado pelos EUA em outubro.

Deixe seus comentários