O casamento gay está fazendo que a terra seja «limpa» como nos tempos de Noé, afirma o rabino

Um importante rabino está ensinando a forma como muitos dos acontecimentos atuais, que são vistos como “o fim dos tempos”, estão relacionados à maldade e pecado cometidos pelos humanos.

Mendel Kessin, rabino experto nos últimos tempos, é conhecido por muitos por unir eventos mundiais com sua importância ao fim dos dias.

Anúncios


Recentemente, ensinou através de uma conferência sobre os «transtornos, erupções e tragédias» que estão a acontecendo atualmente.

“Estamos vendo uma tremenda quantidade de instabilidade no mundo. Tenho certeza que todos se perguntam: `o que está acontecendo e por que isto está acontecendo?´“, disse.

Sua explicação é baseada principalmente em uma passagem bíblica da história de Noé, localizada na Bíblia em Gênesis 6:13.

As consequências da perversão sexual

Kessin compartilhou um antigo ensinamento dos anos 1500, que explica uma possível causa pela qual Deus mandou o dilúvio à terra.

Segundo o estudo, a formalização de relações entre dois homens ou entre um homem e um animal foi “foi a gota que fez transbordar o copo” para que Deus resolvesse acabar com a humanidade.

O rabino acredita que a cultura ocidental atingiu um nível de perversão sexual semelhante ao que causou o primeiro dilúvio universal.

“Agora podemos entender o que está acontecendo hoje”, indicou, e explicou o que provoca que a aceitação geral do que historicamente se considerava sexualmente desviado chegou ao ponto em que o mundo requer outro «reinício».

Anúncios


Kessin associa uma série de eventos atuais com esta fase do processo messiânico, especialmente a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo nos EUA.

“Isto é exatamente o que aconteceu no tempo de Noé”, afirma o religioso. Embora agora Deus não destruirá a terra com outro dilúvio já que jurou não fazê-lo de novo (Gênesis 8:21).

Covid-19 e protestos, os atuais sinais do «fim dos tempos»

Agora, segundo as declarações de Kessin, a omissão do pecado não acontecerá com um alagmento de água, mas sim com a própria redenção.

Conforme ao explicado na conferência, a pandemia do Covid-19 e os protestos por temas raciais são os “sinais do fim dos tempos”.

A informação fornecida pela Breaking Israel News afirma que o rabino concluiu com uma pergunta: “Estamos vendo o fim do exílio? Estamos testemunhando o final da história de amor que os judeus têm com os Estados Unidos?”.

“É muito possível que isso seja exatamente o que estamos vendo“, respondeu para depois fazer referência ao Messias.

Deixe seus comentários
Links Patrocinados