Missionários se afogaram depois de serem atacados por criminosos

161

Aqueles que se dedicam ao ministério evangelístico devem estar preparados para enfrentar as situações mais difíceis em suas vidas, como ataques de piratas no século 21, aqui mesmo no Brasil. Foi o que aconteceu com um grupo de missionários que atuaram na cidade de Nossa Senhora de Fátima, na Amazônia.

Quando eles estavam viajando em um barco para outra missão evangelística, o navio em que estavam foram atacados por criminosos. Eles foram forçados a saltar nas águas do Rio Negro. Havia quatro missionários, três dos quais não sabiam como nadar.

 Os três missionários afogados viveram em um dos casacos da MUDY Association Rescuing Lives for Christ. De acordo com informações das notícias da D24AM, um amigo das vítimas informou que todos os dias eles saíam para vender lanches na Marina de David, aparentemente para arrecadar fundos para o projeto da missão.

O quarto membro da equipe, Alexandre Eduardo de Salles, 33, conseguiu se salvar nadando. Ele foi o único que ativou a Polícia Militar. Os outros três missionários foram encontrados pelo Departamento de Bombeiros da região, dois no sábado e outro no domingo, todos sem vida. Os corpos foram enviados ao Instituto Jurídico Médico (IML), onde foram identificados.

Os criminosos são fugitivos e a Polícia Civil da Amazônia está investigando o caso. Devido à localização remota, as autoridades alertam sobre o risco de assaltos na região, que infelizmente se tornaram mais freqüentes devido ao tráfico de drogas na área.

Deixe seus comentários