MILAGRE EM SAMARIA: Árabe aperta o gatilho para assassinar A uma mulher e sua filha, mas a arma não dispara

Duas mulheres viveram em carne própria o que muitos consideram «um milagre sobrenatural» depois de os seus atacantes não consigueram fazer os seus planos.

Uma mãe e sua filha dirigiam perto de Shomron (Samaria), quando dois homens armados as sequestraram no carro onde viajavam.

Durante aquela situação, um dos homens disparou a arma ao ar antes dele vira-lo para uma das mulheres.

De acordo com as informações fornecidas pelo Breaking Israel News, o árabe puxou o gatilho, mas sua arma milagrosamente ficou presa e as mulheres foram salvas.

Os sequestradores roubaram o veículo e fugiram em direção à aldeia de Yabed, onde um oficial foi morto em maio após ser atingido na cabeça por uma pedra de grande tamanho.

Um problema de segurança reduzida

O presidente do Conselho Regional de Shomron, Yossi Dagan, atribuiu o ataque à segurança reduzida.

“Este evento é o resultado da retirada dos pontos de controle cuja ausência permitiu que os atacantes escapassem. Em nome de reduzir as restrições ao movimento árabe na área, os israelenses que vivem na área são atacados, incluindo uma mãe e sua filha”, disse Dagan.

“Se os pontos de controle não tivessem sido retirados, não foram conseguido fugir para Yabed e, portanto, não teriam feito o ataque em primeiro lugar”, acrescentou.

Deixe seus comentários