Jovem brasileiro desiste das drogas após ouvir Deus em adoração

Julio Cezar, jovem criado na periferia de Salvador, compartilhou seu depoimento em um vídeo recentemente postado no canal do cantor Thalles Roberto no Youtube.

A gravação se deveu ao projeto dvd “Saudade”, que reúne histórias chocantes envolvendo seu ministério.

“Lembro-me quando sexta-feira chegou, às 5:30; Eu vi o pôr do sol, já estava triste, porque sabia que meu pai viria bêbado e brigaria com minha mãe”, disse Julio. “Acabei liderando, porque meus irmãos fugiram e eu fiquei”.

“Isso foi me esgotando. Eu me tornei uma pessoa quieta e às vezes violenta. Eu mudei muito na escola, os professores que me amavam tanto ficaram surpresos”, disse.

“Uma vez, joguei um objeto na minha mãe, fui para a frente e o objeto me bateu, eles tiveram que me dar pontos. Automaticamente, quando viu isso, ele me abraçou e chorou. Eu não entendi, parecia que ele e outra pessoa ao mesmo tempo”.

O jovem levou sua família para outra casa, devido ao abuso sofrido por seu pai, mas infelizmente ele os encontrou novamente e a violência os afetou novamente.

“Eu me tornei um cara que eu nunca fui: violento”, disse ele. “As pessoas me perguntavam’Mas por quê? Você não era assim!”, outros disseram: “Você vai morrer, garoto! Não vê que vai matar sua mãe? Eles pensaram que isso me ajudaria, mas eles estavam automaticamente me empurrando, porque eu só precisava de alguém para dizer, “Eu acredito em você, eu sei por que você é assim, eu vou ajudá-lo”. Mas ninguém me entendeu.

Júlio chegou a pensar em se matar e buscar alívio das drogas.

Foi então que um evangelista apareceu; Cleide, que agora é pastor. Ele confrontou Júlio numa época que ele se considerava perigoso: quando inalava cocaína, porque a droga o tornava ainda mais agressivo.

“Quando ele entrou, ele veio falar algumas línguas que hoje eu entendo o que é. Eu estava tentando intimidá-la. Mas quando percebi que ela já tinha a mão sobre o meu coração, com o dedo no meu rosto e dizendo coisas que só Deus e eu sabíamos”, explicou.

“Naquele momento, senti algo que nunca tinha sentido na minha vida. Pensei que minha alegria estava com drogas, mas minha alegria estava em Cristo Jesus e ela vivia dentro de mim. Mas quando tive um encontro com ela e ela me disse algo que só ele e eu sabíamos, eu comecei a entender quem era esse Deus”, disse ela.

Cerca de uma semana depois, Cleide voltou para a casa de Júlio e o convidou para ir a uma igreja, onde haveria um culto.

“Quando cheguei naquele lugar, sentei na última cadeira, porque pensei que todos estavam olhando para mim. O pastor estava pregando e do nada, ele começa a falar, não diretamente para mim, mas ele disse: ‘Olha, há um jovem que veio hoje, que foi uma luta, hein jovem … fumar aquela panela dentro do banheiro? Foi uma luta, jovem… cheiro que pino, dentro daquele banheiro? Minhas pernas tremiam e eu disse: ‘Não sou eu'”, disse ele.

“Até que ele disse: ‘Olha, cara… Então você sabe que eu sou Deus, você não me pediu para tirá-lo? Então sua esposa veio falar em línguas, e quando ela tocou sua mão com meu coração, ela disse: ‘Eis que, quando você saiu de casa, você me disse para levá-la, eis que você veio ao trono.’ Então eu desmaiei e chorei”, acrescentou.

A partir desse momento, Julio Cezar se entregou a Jesus e começou uma nova história de vida.

Deixe seus comentários