Execução e castração química para pedófilo que abusou de mais de 300 crianças na Indonésia

Autoridades indonésias anunciaram a prisão de um homem que abusou sexuamente de mais de 300 crianças no país.

No momento de sua detenção, a polícia de Jacarta encontrou duas meninas em seu quarto de hotel, segundo informações fornecidas pela mídia local.

Francois Camille Abello, de 65 anos, é o homem que enfrenta o cumprimento de uma possível pena de morte além de uma castração química; estatutos estabelecidos pelas leis indonésias.

Do que foi encontrado nos pertences do homem foram achados aparelhos sexuais, milhares de preservativos e disfarces também.

“Os que aceitaram ter relações sexuais com ele recebiam entre 250.000 e um milhão de rúpias, aproximadamente 17 e 70 dólares. O suspeito batia, esbofeteava e chutava; a quem não queria ter relações sexuais”, afirmou o chefe de Polícia de Jacarta, Nana Sujana.

Também encontraram um computador e seis cartões de memória digital onde os abusos estavam documentados.

Abello não cometeu os crimes sozinho, mas demonstrou que havia outros participantes em suas ações.

De acordo com as leis da Indonésia, existem castigos graves por casos de pedofilia, nos quais inclui os dois anteriores e monitoramento com dispositivos eletrônicos até que a pena seja cumprida.

Deixe seus comentários