«A pandemia não está nem perto de terminar», afirma a OMS, enquanto os EUA revelam números alarmantes

As alarmantes declarações emitidas pelo maior organismo da saúde do planeta, acompanhadas pelo aumento de casos em diversos países, estão começando a preocupar muitos.

Nos Estados Unidos, cidades como Flórida e Califórnia estão fechando novamente seus bares, praias e cinemas devido ao aumento nos casos de Covid-19 em todo o país.

Os contágiod aumentaram pelo menos em 32 estados da nação, e apenas na manhã de ontem, 36 mil novos casos foram relatados.

Embora o número seja alto, não se compara com as estatísticas registradas na sexta-feira passada, quando o número foi de 45.000 infectados.

CBN News informa que o Texas está preparando hospitais de campanha, devido a que 70% da capacidade hospitalar está em uso.

Mas uma das situações mais sombrias se encontra no Arizona, onde apenas 13% das camas das Unidades de Cuidados Intensivos estão disponíveis.

O estado dos médicos e profissionais de saúde

“Os pacientes estão sofrendo, usam ventiladores durante semanas. As famílias não podem estar aqui. Há pacientes que me pedem para não colocá-los em uma máquina de respiração porque sabem que poderiam morrer, é possível que nunca voltem a falar com suas famílias”, disse a Dra. Jennifer O’Hea do Centro Médico da Universidade de Phoenix.

O doutor Brad Dreifuss, outro profissional, assinala que muitos trabalhadores da saúde “estão a ponto de quebrar-se”.

“Não é como se pudesse afastar-se das pessoas que tens cuidado na sua comunidade, ou de alguém que esteve a cuidar na UTI durante três semanas. Você está lá, você está lá dentro, você está com eles, e é por isso que é tão emocionalmente desgastante”, disse Dreifuss.

Apesar de que cidades como Nova York e Nova Jersey terem números baixos, estão pensando em pausar sua reabertura ao ver o que acontece com suas localidades vizinhas.

Por outro lado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que “esta pandemia não está nem perto de terminar”.

Diante disto, acrescenta que, de fato, sua gravidade está acelerando e “o pior está por vir”. Sua resposta para esta situação é: teste, rastreio, isolamento e quarentena.

Continuemos orando a Deus para que sua mão poderosa intervenha no meio de tudo o que as nações da terra estão atravessando neste momento.

Deixe seus comentários